sexta-feira, 23 de abril de 2021

FESTIVAL JUAZEIRO DO NORTE DE MÚSICA DO NORDESTE SERÁ NESTA SEXTA E SÁBADO, COM PROGRAMAÇÃO ON-LINE E GRATUITA

 













Nesta sexta e sábado, 23 e 24 de abril, o Festival Juazeiro do Norte de Música do Nordeste – Rabecas e Guitarras no Sertão de São Saruê realiza as apresentações artístico-culturais da sua edição de 2021, com ampla programação on-line e gratuita. A transmissão será ao vivo, no canal do YouTube da Ciranda Mídia, com acessibilidade em LIBRAS. A programação teve curadoria de Amélia Coelho, multiartista e produtora cultural; Beto Lemos, artista multi-instrumentista; e Gilmaci Ramos, coreógrafo e produtor cultural.

Cada artista ou grupo convidado para se apresentar na programação foi selecionado pela curadoria do festival com foco na diversidade da produção musical atualmente feita do Cariri. As atrações foram divididas em dois eixos, Rabecas e Guitarras, e contemplam desde a música sacra e cultura popular tradicional ao rock contemporâneo produzido na Região.

“Nós tivemos bastante atenção com a questão da pluralidade, de incluir trabalhos com mulheres, com estilos diferenciados dentro do que é feito musicalmente na região, para não ficar dividido apenas entre tradição popular e rock n'roll. Optamos por trabalhos que bebem da fonte que é o Cariri em si porque acreditamos que tudo que se vive hoje é contemporâneo, inclusive a tradição, então buscamos mostrar a diversidade, o máximo de gêneros possíveis existentes ali. Isso se deu de maneira bem tranquila, afetuosa e respeitosa”, avalia Beto Lemos.

A abertura oficial do Festival Juazeiro do Norte de Música do Nordeste será realizada na sexta (23), às 18h, e terá como atração da Alvorada Musical o grupo de coco de embolada São Francisco, de Juazeiro do Norte. Em seguida, o tradicional grupo Cantares da Alma, conhecido como as Carpideiras de Juazeiro, marca o momento da Bendita Música. Às 19h o poeta, cantor e compositor Ermano Morais se apresenta, seguido pelo grupo Cantigar, formado por artistas andarilhos que irão apresentar o show Janela da Alma, com músicas autorais.

 Às 19h50, as mestras da tradição do Cariri cearense são homenageadas com o espetáculo musical Cantando Marias: Nós Temos Memória, no qual cantigas de domínio público e contação de histórias de vidas se entrelaçam para homenagear as Mestras Margarida, Marinês, Maria do Horto, Maria de Tiê e Edite do Coco da Batateira. Dando continuidade, o duo Selestrial traz a genialidade de Hermeto Pascoal, louvada com um olhar sobre o artista que vai além da sua música, adentrando também na sua história e filosofia de vida, a partir do encontro entre flauta e violão, com novidades nos arranjos e harmonias.

O encerramento do primeiro dia de programação do Festival será com o músico Dudé Casado, cujo trabalho solo integra o cenário do rock alternativo e se desenvolve através da combinação de elementos do rock and roll, folk, psicodelismo e literatura de cordel. Imperdível.

As atrações artísticas continuam no sábado, com abertura oficial também a partir das 18h, e reverência à fé do povo do Cariri na Bendita Música com apresentação da Lapinha Bom Jesus do Horto, da Mestra Dorinha da Lapinha, que há mais de 50 anos brinca o tradicional Dia de Reis. Na sequência, Di Freitas Alumioso e a Orquestra Armorial do Cariri homenageiam o mestre Ariano Suassuna com um concerto de rabecas que une sonoridades nordestinas e temas da tradição oral.

Às 18h50, o Reisado São Miguel se apresenta, levando ao público todo o encanto da cultura popular ao som de pífano, zabumba, caixa e sanfona, além dos personagens tradicionais: Mestre, Contra Mestre e o Jaraguá. O cantor e instrumentista Ranier Oliveira dá seguimento à programação, apresentando seu trabalho autoral com um power trio nordestino: sanfona, baixo e bateria.

O rock autoral da banda Algarobas está marcado para as 19h40, misturando influências de diferentes vertentes do rock com ideias vindas do cinema, da poesia e do regionalismo. Também mesclando diferentes influências, a banda Limiar do Desconhecido apresenta o show espetáculo Absurdum Circus, uma proposta de experiência estética que busca incorporar ao som, elementos visuais e cênicos, tendo como argumento propulsor simbólico “o circo” e os seus diferentes fazeres artísticos. Encerrando a noite e o festival, o artista Leandro Duvalle fará uma apresentação inspirada em músicas tradicionais do Nordeste, trazendo um repertório autoral e influências de Luiz Gonzaga, Alcymar Monteiro e Jorge de Altinho. Leandro Duvalle tem forte atuação na região do Vale do Jaguaribe.

O Festival Juazeiro do Norte de Música do Nordeste – Rabecas e Guitarras no Sertão de São Saruê é uma realização é da Associação Cultural Junina Renascer (ACJR), com apoio da Secretaria Estadual da Cultura do Ceará, com recursos provenientes da Lei Aldir Blanc (Lei Federal nº 14.017, de 29 de junho de 2020).

 

Programação Festival Juazeiro do Norte de Música do Nordeste

Transmissão: YouTube Ciranda Mídia, com acessibilidade em LIBRAS.

 

Sexta-feira, 23/04

18h – Abertura Oficial

18h10 – Alvorada Musical: Coco São Francisco

18h33 – Bendita Música: Cantares da Alma

19h – Ermano Morais

19h20 – Cantigar

19h40– Cantando Marias

20h – Selestrial

20h30 – Dudé Casado

 

Sábado, 24/04

18h – Abertura

18h10 – Bendita Música: Lapinha Bom Jesus do Horto

18h30 – Di Freitas Alumioso e Orquestra Armorial do Cariri

18h50 – Reisado São Miguel

19h10 – Ranier Oliveira

19h30 – Algarobas

19h50 – Limiar do Desconhecido

20h10 – Leandro Duvalle






Nenhum comentário:

Postar um comentário