sábado, 5 de dezembro de 2020

Cinco novos casos da Covid-19 são confirmados em Juazeiro do Norte

 


No Boletim Epidemiológico da Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte deste sábado (05), cinco novos casos da Covid-19 foram confirmados, totalizando 16.207 pessoas acometidas pela doença pandêmica.

Até a tarde deste sábado, o município notificou 48.718 pacientes, dos quais 131 são casos suspeitos que aguardam os resultados dos exames e 32.380 casos descartados. Entre os pacientes confirmados há 09 hospitalizados, 166 em isolamento domiciliar, 15.712 que já estão recuperados, e 320 óbitos.

Opositores acusam Alcolumbre de interferir na eleição do irmão, Josiel, em Macapá

 

1_senado_201219img_13555021-10109
(crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
As três semanas em que o Amapá enfrentou uma grave crise no abastecimento de energia elétrica colocaram holofotes ainda maiores na disputa pela capital, Macapá. No maior eleitorado do Estado, com ao menos 290 mil pessoas aptas a votar, a discussão passou a ser pautada pela atenção à fiscalização da geração de energia e quase custou o favoritismo de Josiel Alcolumbre (DEM), apoiado pelo atual prefeito, pelo governador e pelo irmão, o senador Davi.
Na última pesquisa Ibope, divulgada pela Rede Amazônica, afiliada à Rede Globo, na quinta-feira, dia 3, Josiel aparece com 28% das intenções de votos válidos. Em segundo lugar, o candidato Antônio Furlan (Cidadania), médico e deputado estadual, com 14%. Empatados em terceiro aparecem a deputada federal Patrícia Ferraz (Podemos) e o senador João Capiberibe (PSB), com 13%. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos.
A vantagem, no entanto, já foi maior. Josiel chegou a alcançar 31% dos votos válidos em pesquisa do mesmo instituto divulgada em 28 de outubro, mas despencou para 26% na pesquisa seguinte, de 11 de novembro, no auge do apagão. Em algumas de suas propagandas mais recentes, ele destaca os apoios como um meio de vencer a crise. "Não é tempo de aventuras e nem de voltar atrás. Com a Silvana (candidata a vice) ao meu lado, com a bancada federal unida e com mais força em Brasília, Macapá vai vencer a crise", disse em vídeo. O candidato é apoiado pelo atual prefeito de Macapá, Clécio Luis (sem partido), e pelo governador do Estado, Waldez Góes (PDT).
Davi Alcolumbre chegou a afirmar em entrevista à rádio Diário FM que o "maior prejudicado" do apagão era justamente o seu irmão. Na fala, o atual presidente do Senado indica que o irmão subia nas pesquisas e poderia ganhar já no primeiro turno, mas a ligação aos outros políticos em meio à crise fez com que a rejeição aumentasse.
E não apenas isso: as críticas dos opositores tornaram-se mais acirradas também. Furlan, por exemplo, fez postagens frequentes em suas redes sociais criticando a atual gestão. "O cenário caótico prejudicou em demasia a população, e não como quis parecer o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que julgou o seu irmão, Josiel, o mais prejudicado", disse o candidato ao Estadão em nota.
O mesmo movimento aconteceu com a candidata Patrícia Ferraz, que chegou a dizer que o apagão tem "nome e sobrenome" e usou as hashtags #ForaJosiel e #ForaDavi. Um membro da coordenação da campanha da candidata reiterou ao Estadão a tese de que as forças locais agiram para adiar o pleito como uma tentativa de estancar a queda no desempenho do candidato do Democratas.
Um exemplo elencado pela campanha é a continuidade das eleições em todo o Estado, apesar dos municípios vizinhos também terem sido afetados pelo apagão. Além disso, destacou os decretos do governador Waldez proibindo aglomerações de campanhas políticas, também por conta da pandemia.
A assessoria da campanha de Josiel Alcolumbre diz que as acusações são inverídicas e que o pleito não foi adiado por pedido do candidato nem de seu irmão. Já a assessoria do senador corrobora com a fala, dizendo que as acusações contra ele são "levianas e irresponsáveis".
O que teria levado ao adiamento da votação na capital, de acordo com ambas as assessorias, foi a crise energética e social que se instalou na cidade durante o apagão. A incapacidade de garantir a segurança dos eleitores do município e dos demais do Estado caso a data inicial fosse mantida foi levantada por órgãos locais e levada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pelo TRE local.
A decisão partiu do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP) sem interferência de Davi Alcolumbre, diz a assessoria. É ressaltado, ainda, que ele chegou a conversar com o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do TSE, para relatar a situação do Estado, assim como fez, por exemplo, o senador Randolfe Rodrigues (Rede).
O leque de candidatos ainda tem outros cinco nomes: Guaracy (PSL), que aparece na última pesquisa Ibope com 9%; Paulo Lemos (PSOL), com 7%; Professor Marcos (PT), com 3%; Haroldo Iram (PTC), com 2%; e Gianfranco (PSTU), que soma 2%.
Caso o novo prefeito não seja eleito neste domingo, o segundo turno das eleições no município está marcado para o próximo dia 20. 
Correio Braziliense 

Sobe para 18 o número de mortos em acidente com ônibus em Minas Gerais

 

1_000_8wh3lw-14306163
Ônibus cai de viaduto em Minas Gerais e deixa pelo menso 14 mortos (Foto: Minas Gerais Fire Department / AFP)

Subiu para 18 o número de mortos no acidente com um ônibus de viagem que caiu ontem (4) da Ponte Torta, na BR-381, entre os municípios de João Monlevade e Bela Vista de Minas, em Minas Gerais. Os números foram atualizados na manhã deste sábado pela Polícia Civil do estado.

De acordo com a polícia, dos 45 passageiros, 13 estão hospitalizados no Hospital margarida, em Monlevade, três foram transferidos para Belo Horizonte e estão no hospital João XXIII. Sete passageiros já receberam alta. Três não precisaram de atendimento médico e uma pessoa ainda não foi localizada.

O ônibus saiu do município de Mata Grande, no interior de Alagoas e levava os passageiros para São Paulo.



O desastre ocorreu por volta das 13h30, na chamada Ponte Torta, próximo ao entroncamento da BR-381 com a BR-262.

Ao todo, 13 pessoas morreram no acidente. Inicialmente, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) havia informado que seriam 10, os mortos no local do acidente. 


( O povo) 

Várzea Alegre registra mais oito casos confirmados de Covid-19

 pexels-photo-3735747-800x445

O município de Várzea Alegre registrou nesta sexta-feira, 04, mais oito pessoas diagnosticadas com a Covid-19, doença do novo coronavírus.

Agora em Várzea Alegre já foram registrados 1077 casos confirmados ao longo da pandemia, sendo que 986 pessoas estão recuperadas e 32 já morreram por causa da doença.

No momento 59 pessoas buscam a recuperação, três no hospital local, três na Macrocariri e 53 em isolamento domiciliar.

Nesta sexta foram obtidos 38 resultados de exames, o que somam agora 5031 testes (rápidos e swabs) e 3954 deram negativos para a doença.

Na distribuição de todos os casos o Riachinho e o Centro seguem com 148 casos, liderando a situação. O número de mulheres infectadas ao longo da pandemia é de 608 (56%) e de homens é 469 (44%).  


Várzea Alegre agora 

STF tem 4 votos a favor da reeleição de Maia e Alcolmubre; dois ministros votam contra

 

15493336335c58f4816e4b1_1549333633_3x2_rt-768x512

O Supremo Tribunal Federal (STF) tem quatro votos a favor e dois contra a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM-AP). O julgamento, que está sendo realizado de forma virtual, no qual os ministros têm um prazo para incluir os votos no sistema, sem votação oral e discussão.

O relator, ministro Gilmar Mendes, votou pela possibilidade de reeleição ainda de madrugada, entendendo que a questão pode ser decidida internamente pelo Congresso. Até o momento, seguiram o voto de Mendes os ministros Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski. O ministro Nunes Marques votou no sentido de permitir a reeleição apenas uma vez, independentemente se ocorre dentro da mesma legislatura ou não.

A ministra Cármen Lúcia, também, se opôs à reeleição. “No caso examinado, não há sequer duas opções. Não há alguma. A alternância no poder e a renovação política prestigiam o princípio republicano, não se podendo extrair do § 4º do art. 57 da Constituição da República autorização para a reeleição dos membros das mesas legislativas a assegurar-se eternização em cargo do poder sujeito a alternância a cada dois anos.”

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) é do PTB e pede para que seja proibida a recondução dos presidentes das casas legislativas do Congresso. O partido é presidido por Roberto Jefferson, aliado do presidente Jair Bolsonaro, que quer ver Maia longe da presidência da Câmara.

NOVAS REGRAS

Ao votar, Mendes entendeu que Maia e Alcolumbre podem se reeleger, mas pontuou que deve haver uma regra para que seja permitida apenas uma recondução. Neste caso, o ministro votou para que a regra passe a valer a partir da próxima legislatura, em 2023.

Se eleito, Maia partirá para o terceiro mandato. Ele assumiu a presidência da Casa para um mandato-tampão por seis meses, em 2016, quando Eduardo Cunha renunciou. Em 2017, Maia elegeu-se por dois anos. No ano passado, conseguiu ser reconduzido ao cargo. O mandato termina no começo de 2021.

Juazeiro do Norte registra 17 novos casos da Covid-19 nesta sexta (4)

 coronavirus-phishing-featured-750x375


                                              Foto > Reprodução 



A Secretaria da Saúde de Juazeiro do Norte informou que, até a tarde desta sexta-feira (04), o Município notificou 48.641 pacientes, dos quais 131 são casos suspeitos que aguardam os resultados dos exames, 32.308 casos descartados e 16.202 casos confirmados, com 17 casos registrados nas últimas 24 horas.

Entre os pacientes confirmados há 10 hospitalizados, 169 em isolamento domiciliar, 15.703 que já estão recuperados, e 320 óbitos.

Instituto Dom José Mauro será inaugurado neste sábado (5), em Iguatu

 


Será inaugurado nesta manhã de sábado, 05 o Instituto, Dom José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago. A instituição que nasce com o nome de ‘Instituto Memorial e de Promoção Humana, Dom José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago’, homenageia Dom Mauro, primeiro bispo diocesano de Iguatu falecido há um ano, exatamente em 09 dezembro de 2019.

Nasce uma instituição para preservar a memória do primeiro bispo diocesano, devendo funcionar como espaço de oração, formativo, cultural, artístico, de defesa dos direitos humanos e meio ambiente e, de acolhimento às pastorais e movimentos sociais.

O evento será para convidados e ocorrerá na casa onde Dom Mauro morava desde que havia deixado o governo do bispado da Diocese de Iguatu no ano 2000. A casa foi construída especialmente para ele na Avenida Ruy Barbosa, 539, no bairro São Sebastião. Neste local é onde estão as últimas memórias do religioso, e também seus objetos pessoais. Um dos objetivos da instituição será de preservar esses pertences. Afinal foi o lugar onde o religioso viveu seus últimos anos. Em cada espaço, cada cômodo, cada lugar. São muito vivas as lembranças de dele. As memórias mais latentes são as galerias de fotos expostas nas paredes que retratam a trajetória do primeiro bispo de Iguatu, desde os primeiros passos, ainda na primeira infância, ao semblante de moço jovem na ordenação em 1948, as visitas aos papas no Vaticano, a chegada em Iguatu para assumir a recém-criada Diocese regional, em 04 de fevereiro de 1962.

A casa funcionará como uma espécie de museu e futuramente será aberta para visitação pública. Todos os objetos que faziam parte da rotina do bispo emérito estão conservados. As vestimentas, num simplório guarda-roupas no quarto onde Dom Mauro dormia, as indumentárias que ele usava para celebrar, os livros, os objetos de decoração da casa que ele ganhou de presente de seus muitos amigos e fiéis admiradores, como imagens sacras, adornos e até peças de roupas, calçados e o inseparável crucifixo.

O evento foi programado para acontecer a partir das 08h com transmissão simultânea pelos canais do Instituto no Facebook. A ideia de criar o Instituto que já está devidamente documentado foi de um grupo de amigos de Dom Mauro, entre esses a professora Socorro Pinheiro, eleita a primeira presidenta da instituição e que escreveu um livro sobre a vida e carreira do religioso. 



Jornal a Praça Iguatu