segunda-feira, 8 de março de 2021

Camilo lidera interatividade com internautas entre governadores brasileiros

 







                       



O Governador cearense, Camilo Santana, é crítico  à gestão do presidente Jair Bolsonaro. A relação azedou de vez  ao Governo Federal com a  condução da crise desencadeada pela pandemia de covid-19. O posicionamento do governante cearense lhe garantiram os números mais expressivos de aumento de seguidores e de interações nas redes sociais desde março de 2020. De acordo com O Globo, o levantamento considerou dados de perfis dos governadores no Facebook, Twitter e Instagram, até o início deste mês, e de posts deles com referência ao coronavírus. O estudo foi realizado pela plataforma MonitoraBR.

Na soma do engajamento nas plataformas Facebook, Instagram e Twitter , o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), aparece com 25,5 mil interações médias, o maior destaque entre os gestores estaduais. Entre os resultados de maior alcance, aparecem também Eduardo Leite (PSDB-RS), Flávio Dino (PCdoB-MA), João Doria (PSDB-SP) e Rui Costa (PT-BA), todos alcançando mais de 10 mil interações médias, considerando o engajamento em todas as redes.

Já o governador Romeu Zema (Novo-MG), aliado de Bolsonaro, é a exceção com destaque nas redes. O gestor, classificado na segunda colocação no ranking geral de engajamento, é destaque como um dos que ganhou mais destaques no Twitter desde o início da pandemia, atrás apenas de Dino e Doria. O governador de São Paulo, com a maior base de seguidores no Facebook na comparação com outros gestores, foi o único que teve variação negativa nesta rede em relação a março do ano passado.

Do outro lado, Camilo e Helder Barbalho (MDB-PA), tiveram os maiores saldos positivos no Facebook, com cerca de 500 mil reações favoráveis a mais do que as reações negativas.


                             Roberto Moreira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário