O titular da Secretaria Estadual do Planejamento e Gestão (Seplag) e deputado federal licenciado, Mauro Filho (PDT), reassume nesta quarta-feira, 24, seu mandato parlamentar. Entretanto, será uma passagem relâmpago pelo Legislativo. Segundo ele, o retorno será apenas de 48 horas, em virtude de uma votação interna na bancada cearense que pode garantir R$ 120 milhões para o Governo do Estado em emendas ao Orçamento.


"Todo ano, a bancada tem direito de fazer emendas ao Orçamento da União. A ideia é que pelo menos metade desses valores (total de R$ 241 milhões) seja para o Governo do Estado. Então teremos essa votação interna para alocar recursos para o Governo do Estado", explica o deputado, cujo último retorno ao Executivo estadual foi no dia 6 de janeiro deste ano.

Segundo o pedetista, no ano passado houve uma "confusão" que colocou em risco a destinação desses recursos. "A votação será às 17 horas. Estou indo para colaborar com esse entendimento", afirmou o parlamentar, sem entrar em mais detalhes. Com o retorno de Mauro Filho à Câmara, seu suplente na Casa, Aníbal Gomes (DEM), fica sem mandato e não participará da decisão.

Na divisão do bolo de emendas, alguns parlamentares tendem a priorizar seus colégios eleitorais, o que pode dificultar essa proposta de garantir R$ 120 milhões para as demandas do Palácio da Abolição, principalmente na área da saúde. 

Na atual Legislatura (2019-2023), Filho já havia se licenciado do mandato em maio de 2019, também para assumir a Seplag, retornando ao Legislativo em outubro do mesmo ano.


Mauro Filho reassume, mais uma vez, mandato de deputado federal (Foto: AGÊNCIA CÂMARA)
Mauro Filho reassume, mais uma vez, mandato de deputado federal (Foto: AGÊNCIA CÂMARA)



      o Povo