sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Mestre Raimundo Aniceto, da 2ª formação dos Irmãos Aniceto, morre aos 86 anos em Crato

 O mestre da cultura Raimundo Aniceto, morreu aos 86 anos, na noite desta quinta-feira (15), em Crato. Ele estava internado em um hospital do município e já tinha a saúde frágil, em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) que ele sofreu há cinco anos.

Ele era integrante da banda cabaçal dos Irmãos Aniceto e membro da 2ª formação do conjunto. O Governo do Estado reconheceu Raimundo como mestre da cultura desde o ano de 2004. Em 2019, oi inaugurado o Museu Casa do Mestre Raimundo Aniceto, parte do projeto dos Museus Orgânicos. Ele é um dos nomes mais importantes da cultura cearense. Ainda não há detalhes sobre o velório.

A banda dos Aniceto é oriunda de tradições herdadas dos índios Kariri, que viviam onde hoje é a região. Zé Aniceto, pai de Raimundo, é a figura central, a quem é dada o crédito de ter fundado a banda, no ano de 1835.

A família fabrica os próprios instrumentos para tocar, como também para vender. O ofício é parte de uma herança indígena, pois a percussões são feitas com cabaçal e os pifes com taboca, uma madeira semelhante ao bambu.

A performance nos palcos, com as danças que arrancam admiração e sorrisos do público, também é parte das influências dos Kariri. Os Irmãos Aniceto já se apresentaram em municípios da região caririense, nos palcos do Theatro José de Alencar e do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura – ambos em Fortaleza -, em estados de todas as regiões do Brasil e também fora do País.

Veja a nota publicada pela Secretaria de Cultura do Estado do Ceará:

#NotaDePesar // Nosso Mestre Raimundo dos Irmãos Aniceto se encantou, fez sua passagem
Com muita tristeza e pesar, a Secult Ceará comunica o falecimento, na noite da quinta-feira (15 de outubro), do nosso querido Mestre Raimundo dos Irmãos Aniceto. Ele estava hospitalizado na cidade do Crato e vinha com a saúde frágil. Siga na luz, mestre.
“Seu Raimundo agora é mestre encantado. Vai tocar pife com mestre Antônio na cabaçal de seus antepassados que tocam no firmamento”, afirma Fabiano Piúba, secretário da Cultura do Ceará.
Desde 2004, o Mestre Raimundo Aniceto foi reconhecido pela Secretaria da Cultura do Estado como Mestre da Cultura Tradicional Popular do Ceará, recebendo diploma concedido pelo governador. Participou de várias edições do Encontro dos Mestres do Mundo, promovidas pela Secult.
Mestre Raimundo, o Ceará celebra sua vida, sua alegria, sua cultura. O dia hoje é de silêncio e de saudade da sua dança, do tocar bonito e animado do seu pífano. Que seus familiares e amigos encontrem alento e que você, Mestre, encontre paz e luz. Que continue a tocar seu pife pra nos animar.
Mais sobre os Irmãos Aniceto
A Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto surgiu em 10 de maio de 1835, tendo como idealizador José Lourenço da Silva (pai do Mestre Antônio). 


     Foto >  Felipe Abud / Secult ce 
O Povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário