quinta-feira, 3 de setembro de 2020

Cid Gomes articula, dá parecer favorável e Senado aprova empréstimo de US$ 80 milhões para Juazeiro do Norte

 O senador Cid Gomes (PDT) articulou, deu parecer favorável e o Senado aprovou, na noite dessa quarta-feira, autorização para a Prefeitura de Juazeiro do Norte contratar  empréstimo de US$ 80 milhões – aproximadamente R$ 428  milhões,  junto à Corporação Andina de Fomento (CAF). Os recursos serão destinados ao financiamento parcial do Programa de Saneamento e Infraestrutura Urbana da cidade.






Cid pediu  ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que incluísse a mensagem com autorização para o pedido de empréstimo na pauta de votações. Relator da mensagem da Presidência da República (MSF 40/2020) que trata sobre o dinheiro internacional para Juazeiro do Norte, o senador Cid Gomes destacou a necessidade da aprovação da matéria porque, nesta semana, terminaria o prazo para a confirmação do empréstimo em razão da legislação eleitoral.


‘’Essa matéria permite o financiamento de US$ 80 milhões à cidade de Juazeiro do Norte, que é a terceira cidade em população do estado do Ceará. Esses recursos serão fundamentais. Inclusive, o investimento ultrapassa questões eleitorais, porque será executado praticamente todo ao longo da próxima gestão e se destinará a obras de saneamento e infraestrutura’’, expôs Cid Gomes, ao justificar o seu voto favorável para Juazeiro do Norte ser a quarta cidade do Ceará a realizar empréstimos internacionais com a CAF. As cidades de Fortaleza, Sobral e Caucaia fizeram operação semelhante.


O senador Cid Gomes agradeceu aos colegas senadores pela aprovação da matéria e fez um agradecimento especial ao presidente Davi por ter incluído a mensagem na pauta de votações. Ao proclamar o resultado da votação, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, comemorou:

‘’Mais um empréstimo internacional aprovado por esta Casa ajudando mais um município no Brasil, dentre tantos outros que nós já tivemos a oportunidade de referendar e consolidar em votação no Plenário’’.



(*)com informações da Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário