terça-feira, 14 de julho de 2020

Fecomércio-SP encaminha pedidos para postergar vencimentos de tributos das empresas

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) acredita que a retomada econômica deve ser lenta, já que a pandemia causou retração no mercado. Nesse sentido, a entidade tem mantido contato com o Poder Público para expor as dificuldades do empresariado e sugerir possíveis soluções que ajudem a reduzir os prejuízos oriundos da crise, sobretudo aos pequenos e médios negócios.
Foto: Arquivo/EBC
Dessa forma, Mesmo com a retomada gradual do comércio, a federação pede que haja uma nova prorrogação para pagamentos de tributos federais, uma vez que os prazos que já tinham sido adiados no início da quarentena eram até o mês de junho. Um dos pedidos foi feito ao Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) e tratava do adiamento dos vencimentos dos tributos do Simples Nacional, incluindo as competências relativas a junho, julho e agosto deste ano. 
A FecomercioSP também reiterou a necessidade de protelar os prazos para os pagamentos da contribuição do Programa de Integração Social (PIS), da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuição Previdenciária Patronal (CPP) de junho, julho e agosto de 2020. 
A Federação também enviou ofício para a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), sugerindo que haja uma orientação para que as demais federações façam pedidos similares. O objetivo é juntar esforços e sensibilizar o Poder Público sobre a necessidade que empresas estão passando neste momento. Para a FecomercioSP, isso é necessário, pois as empresas precisam desse fôlego para tentar manter o fluxo de caixa, evitar novas demissões e até o encerramento definitivo das operações 
Brasil 61 

Nenhum comentário:

Postar um comentário