terça-feira, 16 de junho de 2020

Mais de 500 servidores públicos de Quixeramobim e Quixadá são investigados por possível fraude no auxílio emergencial


Os municípios de Quixeramobim e Quixadá têm 526 servidores públicos envolvidos em possível fraude no auxílio emergencial. A informação foi divulgada através de lista montada após a investigação da Controladoria Geral da União (CGU) em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE) do Ceará. A análise abrangeu servidores da ativa, inativos e pensionistas estaduais e municipais.

Conforme os dados, 340 servidores de Quixadá e 186 de Quixeramobim receberam o auxílio emergencial indevidamente. Em todo o Ceará, a lista conta com 24.232 profissionais do serviço público estadual (4.564) e municipal (19.668) de 180 municípios. Somente Hidrolândia, Jardim, Campos Sales e São Benedito não têm servidores envolvidos.

A lista é liderada pelos municípios de Fortaleza (1.587), Jijoca (628), Acaraú (505), Crateús (489) e Parambu (472). Caridade, Cariús e Uruoca têm um servidor cada nesse cenário de investigação, e estão no fim da lista.

Os nomes de nenhum dos investigados será divulgado em razão de estarem na condição de suspeitos. Os servidores que eram cadastrados em programas de benefício social, como o Bolsa Família, tiveram o auxílio liberado automaticamente pelo Governo Federal, chegando a 16.131 profissionais. Os demais, que somam 8.101, fizeram o cadastro de forma intencional, ou seja, manualmente.

O montante distribuído irregularmente seria de “R$ 16.519.200 por parcelas pagas”, segundo conclusão apresentada em relatórios de controle externo.

O Sertão Central tem 1.352 servidores investigados, divididos nas 13 cidades que compõem a região. Confira a lista completa:

Quixadá – 340
Boa Viagem – 200
Quixeramobim – 186
Canindé –  170
Pedra Branca – 139
Solonópole – 90
Banabuiú – 70
Choró – 53
Ibicuitinga – 42
Ibaretama – 25
Senador Pompeu – 22
Milhã – 11
Madalena – 04

Para o servidor denunciar fraude no seu CPF:


Para o servidor devolver o auxílio:


Do Repórter Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário