quinta-feira, 4 de junho de 2020

Lockdown não impede aglomeração em Sobral e outras cidades da Zona Norte

 
Em pelo menos quatro dos cinco municípios da Zona Norte que tiveram "lockdown" decretado, há registros flagrantes de aglomerações. O cenário fica ainda mais preocupante diante da quase lotação dos leitos de UTI e da disseminação da Covid-19.
O aumento do número de casos de contaminação pelo novo coronavírus o SARS-CoV-2, levou cidades como Sobral, Itapipoca, Camocim, Itarema e Acaraú, todas na Zona Norte, a terem decretadas pelo Governo do Estado, medidas mais restritivas no isolamento social. Tais medidas, chamadas de ‘lockdown’, est em vigor desde a segunda-feira (1º), com o objetivo de diminuir a disseminação do novo coronavírus e, assim, evitar um colapso no sistema de saúde.
Mas o que se vê, pelo menos nestes dois primeiros dias de vigência do decreto, é que o resultado não foi o esperado, ao invés de diminuir, há um aumento crescente de desrespeito às normas em quase todas as cidades.

O cenário é bastante preocupante, pois os cinco municípios já somam, juntos, 4.852 casos confirmados da Covid-19. O quantitativo é 7% maior do que o registrado na última segunda-feira. Como agravante, a taxa de ocupação dos leitos está próxima do limite. Nas três cidades (Sobral, Itapipoca e Itarema) que têm UTIs dedicadas a pacientes com Covid, a taxa de ocupação está em 93,66% – em Acaraú e Camocim não há leitos de UTI.
Com relação aos leitos de enfermarias, presentes nas cinco cidades, a taxa é de 73,88%. Ao todo, os cincos municípios dispõem de 410 leitos (UTI e enfermaria) exclusivos para tratamento da Covid. Neste universo, a ocupação é de 80,7%. Os dados são confirmados pelas secretarias de saúde dos municípios e, os números do Hospital Regional Norte (HRN), são do IntegraSUS.

(Sobral Post)

Nenhum comentário:

Postar um comentário