Páginas

Facebook

quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Sebrae/CE e Prefeitura de Fortaleza realizam 1º Encontro das Cidades Criativas do Nordeste.

 



Sebrae/CE e Prefeitura de Fortaleza promovem, nesta quinta (25) e sexta-feira (26), o 1º Encontro das Cidades Criativas do Nordeste. O evento, que será realizado na sede estadual do Sebrae/CE, reúne os representantes das cinco cidades da região que integram a Rede de Cidades Criativas da Unesco. São elas: Fortaleza, Campina Grande, João Pessoa, Recife e Salvador.

Para o superintendente do Sebrae/CE, Joaquim Cartaxo, a realização do encontro é um primeiro passo em busca de uma maior integração e articulação entre estas cidades visando o fortalecimento da Economia Criativa na região. “Um dos princípios da Rede de Cidades da Unesco é a cooperação entre as cidades, então nada mais justo do que buscarmos esta integração na própria Região Nordeste, onde temos na Economia Criativa um grande potencial a ser desenvolvido”.

De acordo com Cartaxo, a troca de experiências entre as cidades também será importante para ajudar a superar os efeitos que a crise gerada pela pandemia trouxe para o setor da Economia Criativa. “Os empreendedores das atividades da Economia Criativa foram um dos que mais sofreram e ainda sofrem com os impactos da pandemia, por isso é tão importante esta troca de experiências e compartilhamento de informações para vencer os desafios e fazer consiga continuar gerando emprego e renda na região”.

Rede Cidades Criativas

A Rede de Cidades Criativa da Unesco foi criada em 2004 para promover a cooperação com e entre cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. A Rede serve como uma plataforma internacional de intercâmbio e colaboração entre cidades para a implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas.

A rede é formada atualmente por 295 cidades do mundo e cada cidade integrante precisa estar identificada em uma das sete áreas temáticas da economia criativa definidas pela Unesco: artesanato e artes folclóricas, design, cinema, gastronomia, literatura, artes midiáticas ou música.

Os representantes brasileiros nesta rede são: Belém (gastronomia); Belo Horizonte (gastronomia); Brasília (design); Curitiba (design); Florianópolis (gastronomia); Fortaleza (design); João Pessoa (artesanato e artes populares); Paraty (gastronomia); Salvador (música); Santos (cinema); Recife(música) e Campina Grande (artes - comunicação e mídia).

Recife e Campina Grande passaram a integrar a rede a partir deste ano, fazendo com a Região Nordeste passasse a ter o maior número de representantes entre as regiões do país, com cinco cidades.

Fortaleza e a Rede

Desde 2019, Fortaleza passou a integrar a Rede de Cidades Criativas da Unesco, como cidade criativa do Design. A candidatura da capital cearense foi fruto de uma articulação envolvendo diversas entidades do poder público, segmento empresarial e sociedade civil, como Prefeitura de Fortaleza, Governo do Estado, Sebrae/CE, Federação das Indústrias do Estado do Ceará, Fecomércio, academia e associações de profissionais.

Programação

Dia 25/11 (quinta-feira)

9h - Abertura

9h30 – 1° Painel – Balanço do ano de 2021 da Economia Criativa para as Cidades Criativas

14h – 2° Painel - Reflexões sobre oportunidades e transversalidade das ações na Economia Criativa

Dia 26/11 (sexta-feira)

9h - Apresentação do Manifesto das Cidades Criativas e Grupos de trabalho para elaboração das propostas de ações conjuntas

14h - Apresentação das propostas e plano de ação.


                                        Roberto Moreira