Páginas

Facebook

sexta-feira, 29 de outubro de 2021

Escolas Do Cariri Se Preparam Para Implantação Do Novo Ensino Médio; Entenda As Principais Mudanças.

 



Programa%2BCorredores%2BDigitais


                                                                    foto Sesi Senai 

 Em 2022, o novo ensino médio, projeto previsto em Lei aprovada no ano de 2017, deve ser implantado em todas as escolas brasileiras, sejam elas públicas ou privadas. Com foco nas competências e habilidades dos estudantes, as disciplinas ofertadas no novo currículo escolar serão divididas em áreas de conhecimento e escolhidas de acordo com a vocação de cada aluno, seguindo os chamados itinerários formativos. No Cariri, algumas instituições já se preparam para adoção do novo método de ensino.

De acordo com Sônia Soares, diretora da escola particular Sesi Senai, em Juazeiro do Norte, a principal mudança do novo ensino médio está no currículo. “O currículo escolar é norteado pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que define as áreas dos conhecimentos e itinerários formativos, não existindo mais a organização por disciplinas”, afirma a diretora. Ela explica que os itinerários formativos são optativos e definidos a depender da vocação do estudante, que poderá aprofundar seus conhecimentos em  quatro áreas: Matemática e suas tecnologias, Ciências da Natureza e suas tecnologias, Ciências Humanas e sociais aplicadas e Formação Técnica e Profissional.

Ao ser questionada sobre a necessidade da mudança na educação, Sônia diz que o avanço da nova metodologia de ensino é urgente. “O Novo Ensino Médio tem o propósito de atender às necessidades e às expectativas dos jovens quanto ao futuro, fortalecendo o protagonismo juvenil na medida em que possibilita aos estudantes decidir o itinerário formativo no qual desejam aprofundar seus conhecimentos, que vão ao encontro dos seus projetos de vida”, ressalta.

Na escola pública estadual Virgílio Távora, em Barbalha, a diretora Tereza Quesado destaca que o novo ensino médio deve valorizar as aptidões e interesses dos estudantes. “Pretende-se atender às expectativas dos jovens e fortalecer seus interesses pelos estudos, melhorando os índices de permanência na escola e aprendizagem”, afirmou. Ela conta que toda a escola Virgílio Távora está em preparação para a implantação do novo formato a partir de 2022, com a definição de livros adequados à nova metodologia de ensino e reuniões com o núcleo gestor. “Posteriormente, ainda teremos as escolhas dos demais objetos, finalizando todo o material de apoio necessário para implantação do novo ensino médio”, completou a diretora.

 

Por: Juliana Sátiro    

                                                        ( Badalo)