Páginas

Facebook

sábado, 4 de setembro de 2021

Teleférico de Ubajara aguarda licença de operação do Ibama para reinauguração.

 


O projeto está 100% pronto e aguarda liberação do Ibama(foto: Júlia Duarte/Especial para O Povo)

O projeto está 100% pronto e aguarda liberação do Ibama(foto: Júlia Duarte/Especial para O Povo)



Forte atrativo da região serra da Ibiapaba, o teleférico, conhecido popularmente como bondinho de Ubajara segue sem funcionamento mesmo com as obras de revitalização concluídas. Segundo o governador Camilo Santana (PT), o equipamento já está pronto, mas aguarda licença para poder operar. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o processo está em análise e deve receber ter uma definição em meados de outubro.

 “O bondinho está pronto, estamos aguardando, eu até já fiz um apelo ao ICMBio, pela licença de operação. Toda obra precisa da licença de instalação e de operação para operar o bondinho”, ressaltou o chefe do Executivo em resposta à pergunta de um internauta na terça-feira, 31.

O equipamento é localizado dentro do Parque Nacional de Ubajara, a 264 km da Capital Fortaleza, em uma Unidade de Conservação Federal de Proteção Integral. O parque se estende para além de Ubajara, chegando também a Tianguá e a Frecheirinha. Além do bondinho, o parque reúne trilhas, mirantes, grutas e cachoeiras, entre outros atrativos dentro do ecoturismo.

A estrutura do bondinho em si é administrada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo (Setur), mas o espaço do parque é de responsabilidade da administração do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). A pasta atua para garantir a integridade e o processo de evolução especialmente do conjunto de formações geológicas existentes em Ubajara.

Por meio de nota, o ICMBio informou que entregou os últimos protocolos nesta quarta-feira, 1º, e aguarda o licenciamento do Ibama para autorizar o funcionamento do teleférico, ainda sem prazo definido para a liberação. “A modernização e revitalização do equipamento teleférico no Parque Nacional de Ubajara faz parte de um acordo de cooperação e auxilia no desenvolvimento do turismo da Unidade de Conservação”, pontuou ainda a pasta.

Já o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) afirmou, também por nota, que recebeu a solicitação da Licença de Operação (LO) no dia 17 de agosto, e que o pedido será analisado. A previsão de conclusão da análise, segundo a pasta, é na metade do mês de outubro.

O chefe do Parque, Gilson Mota, explica que a liberação precisa ser feita pelo Ibama porque a região faz parte de Unidade de Conservação Federal. “Como bondinho é dentro do parque, precisa de uma liberação federal. E o órgão administrador é o Ibama”, explica ele.

O bondinho, segundo a Setur, tem capacidade de levar até dez pessoas por viagem. São 450 metros que separam o alto da plataforma, de onde se tem uma visão da região até a entrada da gruta. O equipamento era utilizado pelos visitantes que pretendiam visitar a Gruta de Ubajara, ou mesmo, que só queriam fazer o passeio no bondinho. O teleférico era utilizado, também, pelos moradores do Distrito de Araticum, município de Ubajara, que usavam como meio de transporte.

Bondinho de Ubajara ainda em reforma
Bondinho de Ubajara ainda em reforma (Foto: Divulgação)


O equipamento possui tecnologia italiana, tendo sido instalado pela empresa Agudio no ano de 1975. Em 2015, o bondinho foi fechado pelas más condições das estruturas. Os relatórios que constam no documento de revitalização elaborado pela Setur mostraram que os cabos que faziam a condução do transporte estavam com nível de segurança abaixo do exigido, o que colocava em risco a vida dos visitantes que realizavam passeios no teleférico.

Em 2016, foi apresentado pela Setur à comunidade de Ubajara e aos conselheiros do Parque Nacional de Ubajara o projeto de revitalização do teleférico. As mudanças compreendiam a modernização da arquitetura das estações, além da construção de mirantes com acesso por escada e rampa acessível. Após quatro anos, em 2020, faltavam 8% das intervenções para ficar pronta, mas a empresa responsável pelos serviços anunciou, em junho, desistência dos trabalhos. Foi preciso uma nova licitação em setembro, na ordem de R$ 1,8 milhão.

Investimento no turismo da região

 

A obra foi finalizada há cerca de quatro meses. Em março, entretanto, o prefeito de Ubajara, Renê Vasconcelos visitou os últimos testes do teleférico, juntamente com uma equipe técnica. Segundo ele, na época, a expectativa era que o público começasse a ser recebido na região com a melhora dos índices sanitários da pandemia. Em meados de agosto, a Gruta, outro ponto que passou por revitalização, foi reaberto. A Gruta, considerada o maior patrimônio espeleológico do Ceará, passou por uma série de melhorias, como a substituição da estrutura de iluminação por refletores de LED.

O titular da Secretaria de Turismo, Cultura, Meio Ambiente e Esporte de Ubajara, Glauber Augusto Lira Sousa, ressalta também que as intervenções que eram de responsabilidade da Prefeitura foram finalizadas. A expectativa do município era que a inauguração fosse feita no aniversário da Cidade, no último dia 24 de agosto. “É uma esperança de aumentar o turismo da região e gerar empregos. A gente espera, com a volta, um aumento de 300 vezes o número de visitantes”, explica ele.

A liberação do equipamento deve abrilhantar também a própria Gruta de Ubajara, que, hoje, só pode ser acessada por meio de uma trilha com extensão de 7 km em pedra tosca muito íngreme. O percurso é feito, em média, com 6 horas de caminhada. “Vai facilitar o acesso ao principal atrativo do parque. Com o bondinho, você faz esse percurso rápido, em quatro minutos”, ressalta ele.


                                         o Povo