Páginas

Facebook

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Prefeito eleito de Missão Velha, Dr. Lorim promete acabar com divisão política.

 




Com o resultado das eleições suplementares, o prefeito eleito de Missão Velha, Dr. Lorim (PDT) afirmou que sua gestão pretende acabar com a divisão política presente no município e priorizar o desenvolvimento do sistema de saúde local. No último domingo, 1 º de agosto, o pedetista e concorrente de Fitinha (PT) teve 52,84% (1.291) dos votos válidos.

Em entrevista à Rádio CBN Cariri, o prefeito defendeu que sua vitória deve possibilitar "uma folga maior para se trabalhar" não apenas para parte do eleitorado, mas para toda a população. "A gente tem que mostrar serviço para ser o prefeito de todas as missão velhenses, e não só daquelas pessoas que votaram no Dr. Lorim. A partir de hoje nós acabaremos com o lado partidário e com as manifestações eleitorais e passaremos a ser os administradores de todos", disse.

Para os próximos quatro anos, Lorim destaca que deve "buscar a parceria de todos". "Vou sustentar com os vereadores, seja de oposição ou situação, para que a gente possa governar Missão Velha e contribuir com o desenvolvimento", adiantou.

Campanha Eleitoral
Marcada por forte disputa política, a campanha eleitoral de Missão Velha teve o uso expressivo das redes sociais, avalia o prefeito. "Foi uma campanha fora da realidade. Nos comunicamos muito através dessas plataformas que nos permite chegar a um grande número de pessoas. Fizemos ainda algumas visitas no corpo a corpo, mas não fizemos reuniões, até mesmo obedecendo as recomendações da Justiça Eleitoral onde estavam proibidas essa aglomerações".

Apesar de algumas aglomerações terem ocorrido, as eleições complementares na cidade foram consideradas tranquilas e sem nenhum registro de apreensões. "A gente sabe que sempre tem alguma hora que o emocional fala mais alto. Até na vitória, quando a gente conseguiu o resultado positivo, ficou difícil a gente segurar as pessoas. Nós tentamos de todas as formas seguir mais à risca as recomendações da organização de saúde para evitar a disseminação da Covid-19", avaliou o pedetista.

Ainda sem data para a posse, o médico afirmou que já está promovendo reuniões para organizar os atos e montar sua equipe de transição. "Porque cada minuto que a gente perde nessa nova administração faz uma diferença enorme, até porque estamos há mais de oito meses nessa incerteza administrativa e isso não é bom", diz.

Para sua gestão, além de áreas como Educação, Assistência Social, Agricultura e Segurança Pública, Lorim classifica ter como prioridade o desenvolvimento das políticas públicas voltadas para a área da Saúde. "Ainda hoje é o grande gargalo que a gente enfrenta no nosso Município. Nós vamos ter uma atenção maior na área da Saúde, que é o que o povo mais reclama e necessita nesse momento" afirma. Segundo ele, com a pandemia da Covid-19, a "saúde é urgente e não pode esperar".

Como primeiro ato após ser empossado, o gestor conta que deve criar um plano de retomada para o desenvolvimento das áreas básicas do Município. "Nesse primeiro momento, vamos fazer uma força-tarefa para que as coisas básicas voltem a funcionar e a gente, daqui pra frente, possa organizar a casa para trazer aqueles projetos de maior relevância e importância", adianta. Para o pedetista, problemas como a paralisação da coleta de lixo municipal e a falta de iluminação pública devem ser resolvidos primeiramente.

No cargo, o prefeito disse ainda contar com a parceria de apoiadores políticos presentes em sua campanha. Durante sua candidatura, Lorim teve apoio de diversas lideranças cearenses, entre elas o ex-vice-governador Domingos Filho (PSD), o deputado federal Domingos Neto (PSD), o deputado federal e presidente do PDT, André Figueiredo, o presidenciável Ciro Gomes e seu irmão, o senador Cid Gomes, ambos do PDT. "Hoje, eles têm uma importância fundamental. São pessoas importantes e que ajudam a gente a trazer e a conquistar obras e verbas para o município", avalia.


                   Blog do Amaury Alencar o Povo