Páginas

Facebook

quinta-feira, 5 de agosto de 2021

Assembleia Legislativa retoma sessões plenárias nesta quinta-feira.

 




A Assembleia Legislativa do Estado do Ceará realizanesta quinta-feira (05), a primeira sessão ordinária do segundo semestre de 2021, com a retomada das atividades legislativas após o recesso de julho. A sessão ainda será realizada no formato híbrido, com a participação dos parlamentares de forma presencial – no Plenário 13 de Maio – eremota.

Na pauta desta quinta-feira está prevista a votação do projeto de lei 341/2019, de autoria do deputado Queiroz Filho (PDT), que estabelece responsabilidades e diretrizes para sistemas de inteligência artificial no âmbito do Estado do Ceará.

Na abertura da sessão, entre os projetos que serão lidos e iniciarão tramitação na Casa, estão dois projetos de lei de autoria do Poder Executivo e um projeto de decreto legislativo da Mesa Diretora.

O projeto de lei 99/2021 altera a lei n.º 16.880, de 23 de maio de 2019, e autoriza a Superintendência de Obras Públicas do Ceará a atuar e investir, de maneira suplementar na pavimentação e recuperação de vias urbanas de trânsito municipais sem prejuízo da competência de outros órgãos públicos; e o 100/2021 dispõe sobre a tramitação eletrônica de procedimentos conduzidos no âmbito dos órgãos e entidades que integram o Sistema Estadual de Meio Ambiente.

Da Mesa Diretora, o projeto de decreto legislativo 26/2021 prorroga, até 31 de dezembro de 2021, para todos os fins, inclusive do disposto no art. 65 da Lei Complementar Federal n.º 101, de 4 de maio de 2000, a ocorrência do estado de calamidade pública nos Municípios de Guaraciaba do Norte, Jaguaribe, Mombaça e Uruoca.

Também serão lidos 23 projetos de lei e 15 de indicação de autoria de parlamentares, além de um requerimento do deputado Moisés Braz (PT) com pedido de licença para tratar de interesse particular por um período de 120 dias; e 13 correspondências, da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), da Caixa Econômica Federal (CEF), Agência de Desenvolvimento do Estado (Adece), Tribunal de Justiça (TJCE) do Estado e Tribunal de Contas do Estado (TCE). 

SEGUNDO SEMESTRE

Em entrevista concedida à Rádio FM Assembleia (96,7 MHz), o diretor do Departamento Legislativo da Casa, Carlos Alberto Aragão, prevê que o segundo semestre vai deliberar matérias importantes para oEstado. Entre as proposições, ele destaca a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2022, que estima a receita e fixa a despesa do Estado, assegurando os gastos com o funcionalismo, a manutenção e o funcionamento da administração pública.

“A proposta dará início na Casa no mês de outubro para que possamos ter a visibilidade do orçamento estadual de 2022. Devemos  esperar por um semestre tranquilo, em face da produção legislativa que foi demonstrada no primeiro semestre”, avalia.

Carlos Alberto Aragão ressalta ainda que a reforma e atualização do Regimento Interno da Casa deverão ser concluídas até o mês de setembro.

“A Assembleia do Ceará é a primeira Casa Legislativa estadual do País que está promovendo a reforma do seu Regimento. A comissão especial tem até o mês de setembro para apresentar uma proposta sobre a reforma e atualização do Regimento Interno à Mesa Diretora da Casa”, informa.

Após  a apresentação da proposta, o presidente da Assembleia, deputado Evandro Leitão (PDT), deverá nomear um relator, que formatará um projeto de resolução a ser encaminhado à Mesa Diretora, para leitura e posterior tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) da Casa. Na sequência, estão previstas apreciação e votação do projeto pelos 46 deputados estaduais no Plenário 13 de Maio.

(*)com informação da AL