Páginas

Facebook

quinta-feira, 24 de junho de 2021

Terra de Gigantes: Cariri abre a São Paulo Fashion Week virtual com coleção sobre resistência cultural.

 




cats-750x375%2B%25281%2529                            

                                          Foto Divulgação 

Ocorreu na noite desta quarta-feira (23), a Live de apresentação da Collab com o estilista Ronaldo Fraga com os alunos do Senac. que abriu a 51ª edição da São Paulo Fashion Week, em formato virtual devido a pandemia de Covid-19. Com a coleção “Terra de Gigantes”, o fio condutor do trabalho do estilista é a cultura do Cariri Cearense, inspirado nos Museus Orgânicos, projeto desenvolvido pelo Sesc Ceará em parceria com a Fundação Casa Grande.

Com mediação de Beatriz Guedes, Consultora de Moda do Senac Ceará, o evento online contou com a presença de Alemberg Quindins, Gerente de Cultura do Sesc Ceará, Ariane Morais, Instrutora de Moda do Senac Crato, e da aluna do Senac Crato, Ísis Xenofonte. O encontro inicia com um bate-papo para comentar o processo criativo no planejamento da coleção, as relações entre as instituições Sesc, Senac, alunos e o estilista.

Na sequência, foi exibido o filme da coleção “Terra de Gigantes”, resultado do trabalho desenvolvido por Ronaldo Fraga com alunos e profissionais do Senac Ceará, que tem os Museus Orgânicos e os Mestres da Cultura do Cariri como referência, jogando luz e fortalecendo a moda autoral e a cultura da região. As peças e a cinematografia são estrelados pelo estilista, mestres de cultura, equipe técnica e também a ex-modelo e atriz juazeirense Suyane Moreira.

Em momento tão difícil da história brasileira, a coleção sinaliza pontos de resistência: resistência amorosa e resistência cultural. Para Ronaldo Fraga, o Nordeste representa a grande amálgama da cultura brasileira, tendo o Cariri Cearense, ao sopé da Chapada do Araripe, como epicentro.

“Em Terra de Gigantes falo sobre a miscigenação característica da região, dos filhos que são frutos das mais variadas misturas: índios Kariri, escravos, africanos malês de origem mulçumana, cristão novos e judeus fugidos da inquisição na Espanha e Portugal. Mistura que é também a base de todo povo brasileiro”, afirma o estilista.

Confeccionada a partir de uma única base de tecido 100% linho, a coleção traz muitos bordados e poucas estampas – ao contrário do que se espera do trabalho do estilista -, dando lugar a uma explosão de cores em referência ao multicolorido Cariri Cearense.

                        ( Badalo)