Páginas

Facebook

quarta-feira, 26 de maio de 2021

O MUNICÍPIO DE PACUJÁ DÁ SUA RESPOSTA Á EQUIPE TÉCNICA PRÓ SERRINHA COMO UNIDADE AMBIENTAL DE CONSERVAÇÃO ESTADUAL, O QUE SE CONSTITUI NUMA AÇÃO OUSADA DA ATUAL ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL EM PROL DO DESENVOLVIMENTO DO TURISMO A NÍVEL LOCAL E REGIONAL.

 


A SERRINHA, é uma pequena elevação geográfica situada no Município de Pacujá, Zona Norte do Ceará com uma cobertura vegetal extraordinária e praticamente intacta com sua FAUNA e FLORA preservadas na sua plenitude o que já se constitui num atrativo exponencial. Além desse TESOURO AMBIENTAL esse espaço é privilegiado por guardar NASCENTES, GRUTAS DE ARENITO, ARROIOS e um dos mais importantes SÍTIOS PALEONTOLÓGICOS do Semiárido Nordestino compostos por ICNOFÓSSEIS que são um atrativo a parte especialmente para estudos e pesquisas científicas o que já se constitui como um fator de extrema importância para o Estado do Ceará no que diz respeito a PRESERVAÇÃO e SUSTENTABILIDADE do Bioma Caatinga por esses lados de cá que já deveria há muito tempo ter-se tornado numa UNIDADE ESTADUAL DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL, destaca o ambientalista Jorge de Moura que com outros estudiosos e interessados, abraçaram a causa atendendo apelos do Prefeito Raimundo Filho, sonha com esse feito extraordinário.

O Estado do Ceará deu o pontapé inicial através da SEMA - Secretaria do Meio Ambiente do Ceará, quando da 1ª reunião remota nesse sentido com o Secretário de Estado Profº ARTUR BRUNO, mês de Fevereiro passado,  quando ficou decidido a criação da "Comissão Técnica" que vem se reunindo com frequência e avançando nos estudos, com especialistas e técnicos nas áreas da Geografia, História,  Meio Ambiente, Paleontologia, Arqueologia, Turismo, Iconografia, etc., o que tem demandado tempo e estudos.

A comissão técnica local (Pe. João Jesuíno Marques, Profª Rita Benjamin, Profº Edson Pereira, Profº e Vereador Brito Júnior, ambientalistas Léo Carvalho e Jorge de Moura), reuniu-se para avaliar a CONTRAPARTIDA do Município nesta ação e trabalho em prol da concretização  deste pleito do Município de Pacujá, a mesma reavaliando a referida contrapartida simplificou as tarefas dividindo-as em três empreendimentos que será levado ao Prefeito Raimundo Filho, trata-se de um grande avanço com impactos positivos no seio da sociedade local e com isto, Pacujá seguirá a sua predestinação como DESTINO TURÍSTICO DO CEARÁ: a) - Construção do MUSEU DA PRÉ HISTÓRIA, na opinião da Profª Dra. MARIA SOMÁLIA SALES (paleontóloga) da UVA, abraçaria melhor as duas Ciências a Paleontológica e a Arqueológica, sendo melhor compreendida. As riquezas humanas e naturais precisam ser conhecidas, difundidas e contempladas para o fortalecimento da cidadania e do respeito às diversidades étnicas e culturais.

 Esse Patrimônio Cultural, se musealizado, permitirá a democratização do acesso a essa informação como recursos educacionais, turísticos e de inclusão social, promovendo dignidade da pessoa humana.

Na opinião da Profª Dra. MARCÉLIA MARQUES (arqueóloga) da UECE, o acervo do futuro Museu será constituído, em sua maioria, por artefatos arqueológicos de pedra polida. Objetos que foram largamente utilizados no período colonial e ainda no contato dos conquistadores com as populações indígenas que aqui habitavam. Esse Museu deterá considerável importância na medida em que podemos realizar estudos sobre tecnologia, sobre a função desses artefatos e ainda acerca do uso nas sociedades onde eles tinham "vida". Será uma importante conquista para o município se a Prefeitura de Pacujá, juntamente com outros colaboradores, poderem instalar um museu que tenha como finalidade instruir os habitantes locais acerca de modos de vida de populações do passado.

b) - PONTO DE APOIO AO TURISTA, na comunidade do BOM GOSTO, por estar uns 4km próximo a SERRINHA e ser um dos locais estratégicos para a partida, com uma pracinha contendo 4 boxes sendo: - 1 para lancheria c/2 banheiros M e F, - 1 para Informações Turísticas de Pacujá e da Serrinha, - 1 para o Artesanato da Palha, - 1 para o Artesanato do Couro, etc., que contemplará os artesãos locais e c) - RECUPERAÇÃO da Cx d'ÁGUA DE FERRO (pura Arqueologia), com uma pracinha no seu entorno na Comunidade da LAGOA DO BARRO por tratar-se de um acervo de grande importância histórica, social e cultura do município que somado ao patrimônio arquitetônica das RUÍNAS da CASA de PEDRA e da MURALHA de PEDRA na referida localidade, será um atrativo a parte já muito divulgado na mídia e redes sociais.

Tais demandas poderão ser trabalhadas dentro do cadastramento das propostas de execução a obras de infraestrutura turística do Ministério do Turismo através de emendas parlamentares e, para isso, o Prefeito Raimundo Filho está atento às oportunidades de recursos extras para tais projetos e demandas.

Tais medidas foram enviadas para a Equipe Técnica Estadual, esse é um importante passo para consolidar o Município de Pacujá num referencial da área turística, seu potencial não poderá ser desperdiçado e sim aproveitado em prol da grandeza do seu povo e da sua terra.