Páginas

Facebook

terça-feira, 25 de maio de 2021

CPI da Covid: Girão quer que governo Bolsonaro explique aglomerações no Ceará

 


Eduardo Girão (Podemos-CE) é autor de requerimento aprovado para que estados e municípios também sejam investigados.  (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Eduardo Girão (Podemos-CE) é autor de requerimento aprovado para que estados e municípios também sejam investigados. (Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) apresentou requerimento para que o governo Bolsonaro forneça planilha com registros da visita do presidente ao Ceará no dia 26 de fevereiro. O militar passou por Caucaia e Tianguá.

As fotos dos eventos mostram o mandatário, ministros e deputados ligados ao Palácio do Planalto sem máscaras. A passagem dele ocasionou aglomerações, contraindicadas pelas autoridades sanitárias por facilitar a disseminação da covid-19.

“O fato é que durante a estadia do presidente Jair Bolsonaro em solo cearense, houve registros de aglomerações e falta do uso de máscara, fato que contraria as melhores práticas sanitárias nesse momento de pandemia provocada pelo Sars-Cov-2", diz requerimento de Girão que ainda será protocolado. Ele foi publicado pela revista Veja.

Eduardo Girão já havia apresentado requerimentos para que os "rolezinhos" de Bolsonaro pelo Distrito Federal fossem esclarecidos pelo Governo Federal, mas teve a solicitação negada. A diferença dos passeios para a agenda nos municípios cearenses é de que estes foram oficiais e públicos, portanto registrados.

Bolsonaro participou assinou no Ceará três ordens de serviços para retomada de obras, averiguando ainda a duplicação da BR-222 e o anel viário de Fortaleza.

O senador tem afirmado reiteradas vezes que tem posição de independência em relação ao governo Bolsonaro. É uma reposta às constantes afirmações que apontam alinhamento entre ele e a gestão federal.

                         o Povo