Páginas

Facebook

segunda-feira, 3 de maio de 2021

Covid-19: atestado médico será exigido durante 3ª fase da vacinação no Ceará

 
















A Sesa disponibilizou dois modelos de atestado para a 3ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Covid-19. (Foto: Thais Mesquita)
A Sesa disponibilizou dois modelos de atestado para a 3ª etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Covid-19. (Foto: Thais Mesquita)

Pessoas com comorbidades (doenças crônicas) e com deficiência permanente grave devem apresentar atestado, prescrição ou relatório médico para vacinação contra a Covid-19 no Ceará. Esse grupo está na 3ª fase da campanha nacional de imunização contra o coronavírus. A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) disponibilizou dois modelos de documentos que serão requisitados

Usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima para obter o documento exigido. Quem faz acompanhamento em rede particular pode solicitar o atestado a seu médico.

Segundo a Sesa, a lista dos pacientes acompanhados nos ambulatórios do Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão (CIDH) e Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM) foi encaminhada para as Superintendências Regionais de Saúde visando facilitar a validação com os municípios.

Contudo, os pacientes com nome enviado para as unidades estaduais também devem checar o cadastro na plataforma Saúde Digital e apresentar a indicação do médico no ato da vacinação. A listagem é apenas para ajudar os municípios a planejarem e organizarem os processos de vacinação da sua população.

As medidas foram decididas durante a 40ª reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) do Ceará. Municípios que seguirão para o terceiro momento do esquema vacinal devem reforçar a checagem dos dados registrados no Cadastro Estadual de Vacinação.

Quais doenças são classificadas como comorbidade?

  • Anemia falciforme
  • Arritmias cardíacas
  • Cardiopatias congênita no adulto
  • Cardiopatia hipertensiva
  • Cirrose hepática
  • Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar
  • Diabetes mellitus
  • Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas
  • Doença cerebrovascular
  • Doença renal crônica
  • Hipertensão arterial estágio 3
  • Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade
  • Imunossuprimidos
  • Insuficiência cardíaca (IC)
  • Miocardiopatias e Pericardiopatias
  • Obesidade mórbida
  • Pneumopatias crônicas graves
  • Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados
  • Síndrome de down
  • Síndromes coronarianas
  • Valvopatias

Confira os grupos prioritários em cada etapa de vacinação em Fortaleza

Fase 1:

  • Trabalhadores da saúde;
  • Idosos a partir de 75 anos de idade;
  • Pessoas com 60 anos ou mais e pessoas com deficiência acima de 18 anos institucionalizadas;
  • População indígena aldeada em terras demarcadas.

Fase 2:

Idosos de 60 a 74 anos

*Profissionais das forças de segurança e salvamento foram incluídos depois e começaram a ser vacinados durante esta fase em Fortaleza.

Fase 3:

Pessoas com deficiência permanente e pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença, tais como portadores de doenças renais crônicas, cardiovasculares, dentre outras

Fase 4:

  • Trabalhadores da Educação;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • População privada de liberdade;
  • Pessoas com deficiência permanente severa;
  • Pessoas em situação de rua;
  • Transportadores rodoviários de carga;
  • Trabalhadores de transporte coletivo.


Fonte: FAQ da plataforma Saúde Digital