terça-feira, 27 de abril de 2021

FIEC apresenta experiência de sucesso da campanha Unidos a Favor da Solidariedade para Ministério da Cidadania e Federações das Indústrias de outros Estados

 





















                             


Em reunião on-line realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta segunda-feira (26/4), a superintendente do Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará), Dana Nunes, representando o presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC), Ricardo Cavalcante, apresentou os detalhes da campanha Unidos a Favor da Solidariedade, realizada pelo Sistema FIEC. A iniciativa chamou a atenção da CNI pelo êxito obtido até agora com a arrecadação, em menos de dois meses, de 20 mil cestas básicas e a ideia era compartilhar com outros Estados a experiência cearense para disseminar a boa prática.


A reunião foi conduzida pelo diretor de Educação e Tecnologia da CNI, Rafael Lucchesi, e contou com a presença de Maria Abadia da Silva Alves, representando o Ministério da Cidadania do Governo Federal. Participaram também do encontro os presidentes das Federações das Indústrias do Maranhão, Edilson Baldez das Neves, do Pará, José Conrado Santos, além de outros dirigentes das Federações do Amapá, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia e Tocantins.


A experiência da campanha Unidos a Favor da Solidariedade ganhou repercussão pela estratégia bem elaborada de planejamento, organização, logística e a parceria com os mercados locais. "Um dos diferenciais dessa campanha é que não arrecadamos dinheiro e sim produtos, dando ainda mais lisura e transparência a todo o processo", ressaltou Dana Nunes, que também é uma das coordenadoras da campanha. Na apresentação, ela destacou o forte envolvimento do presidente Ricardo Cavalcante com a campanha, que culminou com o comprometimento dos colaboradores do Sistema FIEC e do empresariado local. "Mesmo em um momento difícil, demonstramos que a união pode fazer a diferença em torno de uma causa maior”, pontuou.


O diretor de Educação e Tecnologia da CNI, Rafael Lucchesi, elogiou a iniciativa do Sistema FIEC e disse que o objetivo da reunião é criar um efeito multiplicador da experiência no Brasil. Ele também ressaltou que a campanha, além do efeito de aliviar a fome de pessoas em situação de vulnerabilidade, também promove, como resultado, a geração de emprego e renda localmente, uma vez que movimenta os mercados locais. "Vamos fazer uma grande ação social, a partir de Brasília, e esse trabalho do Ceará é inspirador", declarou.


A representante do Ministério da Cidadania, Maria Abadia da Silva Alves, disse ter achado muito interessante a dinâmica da campanha no Ceará. "Essa estratégia de movimentar o comércio local foi o pulo do gato", salientou.  


O Governo Federal, por meio do Programa Pátria Voluntária e por intermédio do Ministério da Cidadania, com a parceria de entes privados e da sociedade civil organizada, criou o Projeto Brasil Fraterno para auxiliar os municípios brasileiros a socorrer as famílias que se encontram em situação de grande insegurança alimentar.

Nesse sentido, o intuito da CNI é integrar esse movimento de solidariedade por meio da estruturação de uma campanha de mobilização nacional. A diretoria de Educação e Tecnologia da CNI, como primeiro passo rumo a esta importante mobilização, identificou a experiência de sucesso realizada pela FIEC e convidou representantes de sete estados (AP, MA, PA, PI, RN, RO e TO) para conhecerem as estratégias que foram adotadas visando facilitar os processos que envolvem  a aquisição das cestas básicas para doação, realizada de forma on-line e com o estímulo aos mercados locais.


Sobre a campanha

A campanha Unidos a Favor da Solidariedade é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e seus colaboradores, que conta com o apoio do Serviço Social da Indústria (SESI Ceará), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Ceará), Instituto Euvaldo Lodi (IEL Ceará), além dos Sindicatos filiados à FIEC e das indústrias. A meta inicial era arrecadar até 3 mil cestas básicas, mas a meta foi superada em apenas 15 dias. Hoje, a campanha já arrecadou 20 mil cestas básicas e mais de 17 mil já foram doadas a instituições de vários municípios cearenses.


                                     Roberto Moreira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário