quarta-feira, 7 de abril de 2021

Enfermeiras relatam experiências no enfrentamento à Covid-19, no Cariri

 

















Nesses tempos tão difíceis de pandemia, fomos desafiados a nos reinventarmos todos os dias. De forma especial, os profissionais da área da saúde, que estão na linha de frente do combate à Covid-19. O sentimento de esperança com o início da imunização, traz alívio para todos. Com conscientização, coragem e esperança, a sociedade vencerá o novo coronavírus.

Há 1 ano, alguns profissionais de saúde do Cariri ingressavam em uma missão totalmente nova, atípica e assustadora, que era o início da pandemia do novo coronavírus. Uma das guerreiras que está lutando bravamente durante todo esse tempo é a enfermeira Estefani Gonçalves de Almeida Grangeiro, que atua no Hospital Geral Padre Cícero. Ela destaca que a chegada da doença alterou a rotina de toda a sociedade, incluindo os colaboradores do hospital. “Tivemos que nos adequarmos às novas medidas de prevenção e controle para evitar a contaminação e continuar prestando uma assistência de qualidade para todos os nossos pacientes”, disse.

Ela ainda ressalta que uma das maiores dificuldades enfrentadas acerca da Covid-19 é o distanciamento dos familiares, mas reconhece que é necessário para vencermos o vírus. “Fico realmente muito emocionada quando um paciente com Covid-19 se recupera. É um sentimento de vitória e de dever cumprido para toda nossa equipe, que acompanhou tudo que o paciente enfrentou”, informou.

Lady Laura Batista que também é enfermeira no Hospital Geral Padre Cícero, relata que além dos desafios diários que elas encontram por ser mulher, como por exemplo tendo que desempenhar as funções de dona de casa, esposa, mãe e amiga, há também o medo de levar a doença para casa, contaminando os familiares e demais pessoas próximas. “Muitas vezes nossos pais são idosos e temos crianças, mas precisamos ser fortes, perseverar e ir à luta com a esperança no coração de que será mais um dia que salvaremos vidas”, destacou.


  


com Assessoria Commonike.

Nenhum comentário:

Postar um comentário