Páginas

Facebook

sexta-feira, 16 de abril de 2021

Ceará deve continuar na atual fase de reabertura econômica por mais uma semana

 














FORTALEZA,CE, BRASIL, 15.04.2021: Movimentação no comércio na primeira semana da retomada pós lockdown.  centro de Fortaleza (Foto: Fabio Lima)
FORTALEZA,CE, BRASIL, 15.04.2021: Movimentação no comércio na primeira semana da retomada pós lockdown. centro de Fortaleza (Foto: Fabio Lima)

O cenário de continuidade ou mudança nas regras de isolamento social no Ceará ainda é incerto, mas tende a não aumentar a liberação de atividades econômicas. "Como tem só uma semana do inicio da flexibilização, é difícil encontrar grandes alterações nos casos, óbitos e ocupação de leitos pela Covid-19, por conta inclusive do curso clínico da doença", avalia Antônio Silva Lima Neto, gerente da Célula de Vigilância Epidemiológica da Secretária da Saúde de Fortaleza, em entrevista à Rádio O POVO CBN na manhã desta sexta-feira, 16.

"Até podemos ter mudanças, mas baseado em como está o dia a dia da assistência e em um panorama do Estado como um todo. Sempre há divergências, mas conseguimos obter um consenso", apontou o epidemiologista, citando a reunião do Comitê Estadual de Enfretamento à Pandemia do Coronavírus que acontece nesta tarde.

Apesar da reabertura econômica ter começado no Ceará na segunda-feira, 12, três municípios seguem adotando lockdown devido ao quadro epidemiológico da Covid-19. Capistrano, Pacoti e Santana do Cariri seguem em isolamento social rígido, restringindo atividades não essenciais.


O município de Baturité também resolveu por adotar novamente o lockdown. Desta sexta-feira, 16, até o dia 25 de abril. 

Veja o que pode e o que não pode na flexibilização

Comércios e serviços

- O comércio de rua e serviços, envolvendo estabelecimentos situados fora de shoppings, inclusive restaurantes, funcionarão das 10 às 16 horas, com limitação de 25% (vinte e cinco por cento) da capacidade de atendimento simultâneo. Foi dada, porém, possibilidade às prefeituras de optar por horário alternativo, de abertura do comércio de 7 às 13 horas.

- Os shoppings funcionarão das 12 às 18 horas, com limitação de 25% (vinte e cinco por cento) da capacidade de atendimento simultâneo.

- Nos shoppings deverá haver controle eletrônico nas entradas principais, informando em painéis a quantidade máxima permitida e a quantidade de pessoas naquele momento no local.

- Inclusão da quantidade de clientes, funcionários e demais colaboradores presentes simultaneamente na capacidade máxima de cada estabelecimento, em shopping ou comércio de rua.

Restaurantes

Restaurantes poderão abrir das 12 às 18 horas durante a semana, com 25% da capacidade. Já nos sábado e domingos, o esquema é de lockdown e só podem funcionar para entregas. 

Ampliação das escolas

Crianças de até três anos já podiam ir às escolas, com o novo decreto, estão autorizadas as aulas presenciais para as crianças de quatro e cinco anos da Educação Infantil e para o 1º e 2º ano do Ensino Fundamental, observada a limitação de 35% da capacidade.

Construção civil

Podem funcionar a partir de 8 horas.

Instituições religiosas

Igrejas e outros espaços religiosos poderão realizar celebrações presenciais, desde que observados o limite de 10% da capacidade.

Hotéis

- Estão autorizados a funcionar com 80% da capacidade.

- O uso dos apartamentos e quartos limitado ao máximo de três adultos ou dois adultos com três crianças.

- Os restaurantes de hotéis, pousadas e congêneres poderão funcionar, de segunda a sexta-feira, das 16h às 20h, bem como aos sábados e domingos, desde que exclusivamente para o atendimento de hóspedes. 

O que não reabriu

  • academias;
  • parques aquáticos;
  • barracas de praia;
  • cinemas;
  • museus e teatros, públicos ou privados

O setor das academias e das barracas de praia se posicionaram no, reivindicando o direito de funcionar. 

           o Povo