Páginas

Facebook

terça-feira, 2 de março de 2021

Vacinas : Municípios do Cariri Oeste se articulam para comprar SputNik

 



















                                                         Vacina Covid  foto Uol 


A Associação dos Municípios do Cariri Oeste (Amcoeste) solicitará proposta comercial para aquisição de 150 mil doses da vacina russa Sputnik V, produzida pelo The Gamaleya Center e Russia Direct Investiment Fund (RDIF), e distribuída pela TMT Globalpharm LTD. O documento deve ser enviado nesta terça-feira (02) e, caso seja efetivada a comercialização, as doses serão aplicadas em pessoas de grupos prioritários dos 11 municípios caririenses filiados à Amcoeste:  Assaré, Araripe, Antonina do Norte, Altaneira, Campos Sales, Crato, Potengi, Santana do Cariri, Salitre, Tarrafas e Nova Olinda.

Segundo o presidente da associação, Ítalo Brito, a ideia é conseguir, o mais rápido possível, o maior número de doses para imunizar inicialmente os grupos prioritários da região, que tem em torno de 300 mil habitantes. O pedido une o Cariri Oeste a outros municípios e estados brasileiros que têm procurado a vacina russa, após a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidir, no dia 23 de fevereiro, que estados e municípios podem comprar diretamente imunizantes contra a covid-19, caso haja descumprimento do Plano Nacional de Vacinação pelo governo federal. A expectativa pela aquisição ganhou força e gestores estaduais e municipais têm se organizado para buscar vacina diretamente.

O governador do Ceará, Camilo Santana, faz parte de uma das frentes que buscam a compra direta do imunizante. No último sábado (28), ele escreveu em suas redes sociais que visitará o laboratório que representa a vacina Sputnik V, em Brasília, com o intuito de discutir a possível aquisição direta do produto. Segundo o prefeito do Crato, José Ailton Brasil (PT), o Município já vem se preparando para essa finalidade, contudo todos esses procedimentos serão realizados conforme as diretrizes adotadas pelo Estado.

 Ele conta que, com essa liberação pelo Supremo, poderá haver uma aceleração no processo de imunização da população, já que os estados e os municípios terão uma oportunidade maior para adquirir o medicamento. “Se por acaso já tiver a vacina disponível, vamos comprar. Temos a disposição para adquirir no momento que o Estado abrir essa possibilidade de negociação também, porque iremos desenvolver esse trabalho em parceria”, afirma Zé Ailton.

Embora não faça parte da Amcoeste, o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra, disse que também já autorizou a Secretaria de Saúde do Município a fazer um levantamento de valores e disposição do imunizante no mercado. Glêdson afirmou que a compra deve acontecer em consonância com os governos do Estado e Federal. 

                           JC