sábado, 27 de março de 2021

Presidente do IBGE pede demissão após corte nos recursos para realização do Censo de 2021

 













                                   


A presidente do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Susana Cordeiro Guerra, pediu exoneração do cargo. Segundo o instituto, ela deixa o comando da entidade federal por motivos pessoais e de família. Sua saída só será efetivada após a indicação de um novo presidente.


O anúncio acontece após o orçamento para a realização do Censo Demográfico deste ano ser reduzido em "quase 90%", passando de R$ 2 bilhões para apenas R$ 71,7 milhões. A alteração dos valores foi aprovada pela Comissão Mista de Orçamento (CMO) e no plenário da Câmara de dos Deputados. O IBGE é uma entidade da administração pública federal, vinculada ao Ministério da Economia, dirigido por Paulo Guedes que autorizou o corte dos recursos. 


O Censo é Lei que consta na Constituição Federal, é obrigatório para obter informações como a população do país, condições de vida dos brasileiros para aplicar políticas públicas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário