foto Jornal do Cariri 

O governador Camilo Santana (PT) se reuniu com 40 prefeitos da macrorregião de saúde do Cariri, na manhã desta segunda-feira (22). O governador abordou problemas relacionados ao enfrentamento da pandemia de covid-19 na região, como a expansão do número de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e de enfermarias, distribuição de oxigênio e a campanha de vacinação.

Os prefeitos de Crato, Zé Ailton Brasil (PT), e de Barbalha, Guilherme Saraiva (PDT), aproveitaram o momento para cobrar, prioritariamente, vacinas para imunizar a população. Segundo Zé Ailton, o governador tranquilizou a todos dizendo que o Estado está comprando vacina de forma direta, através do Consórcio Nordeste, para avançar com a imunização. Outra reivindicação do prefeito cratense foi com relação aos leitos de UTI. “Pedi ao governador que o Estado fizesse com o hospital São Miguel, onde estão sendo contratados leitos de UTI, como foi feito com o hospital Leonardo Da Vinci, transformado em hospital exclusivo para o tratamento da covid-19”, disse.

Do Crajubar, apenas o prefeito de Juazeiro do Norte, Glêdson Bezerra (Podemos), não participou do encontro remoto. Segundo o gestor, ficou impossibilitado por estar em agenda na zona rural do Município, mas disse comungar com a preocupação dos colegas que solicitaram mais leitos de UTIs e vacina.

Durante a reunião, o secretário de Saúde do Estado, Carlos Roberto Martins, o Dr. Cabeto, apresentou dados e fez uma análise do quadro da doença no Cariri. Dr. Cabeto comparou números de leitos e a necessidade de ampliação neste momento crítico que passa a região.

Em suas redes sociais, o governador postou: “o Cariri conta atualmente com 716 leitos abertos pelo Governo do Estado, exclusivos para atender pacientes com Covid, e ainda vamos expandir esse número para garantir atendimento de qualidade aos cearenses que moram na região”. Camilo não informou quantos leitos serão abertos.

Segundo informações da assessoria do Hospital Regional do Cariri (HRC), a previsão é de um aumento de cerca de 40% dos leitos para covid-19. O encontro do Cariri foi o terceiro promovido pelo Estado para tratar de estratégias de enfrentamento a segunda onda de covid-19. As duas primeiras foram com os gestores das macrorregiões Norte e de Fortaleza. Ainda esta semana, o governo anuncia reuniões com os prefeitos do Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe.

                     JC