Páginas

Facebook

sexta-feira, 26 de março de 2021

No Cariri, dentistas se unem para tornar "implante" acessível

 















Divulgação

Dois dentistas querem tornar a cirurgia de implante acessível na região do Cariri. Sendo assim, nasceu o Fazer Sorrir Implantes, um projeto social que busca reabilitar o sorriso do maior número de pessoas possível através da união de profissionais renomados no Cariri, como o dentista Dr. Marcone Feitosa e a jovem empreendedora Dr. Brígida Freitas.

“Era um projeto antigo e um sonho meu poder popularizar o acesso do implante para pessoas mais carentes. As cirurgias feitas através da nossa união, eu estou cobrando apenas o material, e quem viabiliza é a Dra. Brígida através da sua clínica localizada no centro da cidade de Juazeiro do Norte”, disse o cirurgião dentista Marcone Feitosa.

“Vendo a necessidade das pessoas que perderam dentes precocemente e que não tem maiores condições para colocar implante, decidimos diminuir o custo e oferecer em larga escala para que todos tenham acesso a esse procedimento. Devolvendo função e estética para as pessoas e fazendo-as sorrir novamente”, disse a cirurgiã dentista, Brígida. 

Segundo o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP), no Brasil são instalados quase 1 milhão de implantes por ano. Com 21 empresas nacionais, o país ocupa o quarto lugar nesse mercado, atrás dos Estados Unidos, Alemanha e Itália. As reabilitações com implante representam quase 50% dos procedimentos realizados no país.

Os implantes dentários são dispositivos feitos em titânio que servem para substituir a raiz do dente e dar suporte a uma prótese, contribuindo assim para uma melhor aparência estética e função mastigatória após perdas, seja de causas naturais, acidentes ou disfunções. Eles são indicados para pacientes com perda unitária, parcial ou de todos os dentes.

Para Brígida, o procedimento é recomendado para pacientes que sofreram caso de perda dentária, seja ela total, quando afeta todos os dentes, parcial, quando apenas alguns são perdidos, ou unitária, no caso em que apenas um dente é perdido, que sejam avaliados e aprovados por um cirurgião dentista. 


                                           Blog do Boa