quarta-feira, 23 de dezembro de 2020

Monsenhor Mota completa 52 anos de ordenação, em Várzea Alegre

 



José Mota Mendes, 80 anos, o padre da Paróquia de São Raimundo Nonato, em Várzea Alegre, completa nesta terça-feira, 22, os seus 52 anos de ordenação sacerdotal.

O monsenhor, como também é intitulado desde 2019, celebrou missa na noite desta terça, às 19h, na Matriz, em comemoração à nova idade.

Mota foi ordenado padre no dia 22 de dezembro de 1968, das mãos do bispo Dom Vicente de Paulo Araújo Matos. A celebração ocorreu na Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, em Assaré, sua terra natal.

O tempo de sacerdócio do monsenhor quase coincide sua chegada em Várzea Alegre, quando em 2021, o reverendo completará também 52 anos que está na Paróquia de São Raimundo Nonato.

De 17 de março de 1969 a 20 de fevereiro de 1970, foi vigário substituto de Várzea Alegre. Até 24 de dezembro de 1983, ocupou o cargo de vigário Ecônomo da Paróquia de São Raimundo Nonato. Nesta data, passou a ser vigário pároco da paróquia.

Desempenhou o cargo de vigário substituto da Paróquia de Lavras da Mangabeira, de 1972 a 1990. Também foi vigário paroquial de Granjeiro, durante 27 anos, estreitando ainda mais os laços políticos, sociais, culturais e religiosos entre os dois municípios.

Recebeu a nomeação de monsenhor quando completou 50 anos à frente da paróquia de Várzea Alegre, o título partiu do bispo diocesano Dom Gilberto Pastana, no dia 21 de abril de 2019.

Ao longo desse tempo, Pe. Mota ganhou o respeito e admiração do povo varzealegrense. Deu notoriedade à festa do Padroeiro São Raimundo Nonato, a qual é conhecida como a quarta maior festa religiosa do interior do Ceará. 


Várzea Alegre agora 

Nenhum comentário:

Postar um comentário