sábado, 5 de dezembro de 2020

Instituto Dom José Mauro será inaugurado neste sábado (5), em Iguatu

 


Será inaugurado nesta manhã de sábado, 05 o Instituto, Dom José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago. A instituição que nasce com o nome de ‘Instituto Memorial e de Promoção Humana, Dom José Mauro Ramalho de Alarcon e Santiago’, homenageia Dom Mauro, primeiro bispo diocesano de Iguatu falecido há um ano, exatamente em 09 dezembro de 2019.

Nasce uma instituição para preservar a memória do primeiro bispo diocesano, devendo funcionar como espaço de oração, formativo, cultural, artístico, de defesa dos direitos humanos e meio ambiente e, de acolhimento às pastorais e movimentos sociais.

O evento será para convidados e ocorrerá na casa onde Dom Mauro morava desde que havia deixado o governo do bispado da Diocese de Iguatu no ano 2000. A casa foi construída especialmente para ele na Avenida Ruy Barbosa, 539, no bairro São Sebastião. Neste local é onde estão as últimas memórias do religioso, e também seus objetos pessoais. Um dos objetivos da instituição será de preservar esses pertences. Afinal foi o lugar onde o religioso viveu seus últimos anos. Em cada espaço, cada cômodo, cada lugar. São muito vivas as lembranças de dele. As memórias mais latentes são as galerias de fotos expostas nas paredes que retratam a trajetória do primeiro bispo de Iguatu, desde os primeiros passos, ainda na primeira infância, ao semblante de moço jovem na ordenação em 1948, as visitas aos papas no Vaticano, a chegada em Iguatu para assumir a recém-criada Diocese regional, em 04 de fevereiro de 1962.

A casa funcionará como uma espécie de museu e futuramente será aberta para visitação pública. Todos os objetos que faziam parte da rotina do bispo emérito estão conservados. As vestimentas, num simplório guarda-roupas no quarto onde Dom Mauro dormia, as indumentárias que ele usava para celebrar, os livros, os objetos de decoração da casa que ele ganhou de presente de seus muitos amigos e fiéis admiradores, como imagens sacras, adornos e até peças de roupas, calçados e o inseparável crucifixo.

O evento foi programado para acontecer a partir das 08h com transmissão simultânea pelos canais do Instituto no Facebook. A ideia de criar o Instituto que já está devidamente documentado foi de um grupo de amigos de Dom Mauro, entre esses a professora Socorro Pinheiro, eleita a primeira presidenta da instituição e que escreveu um livro sobre a vida e carreira do religioso. 



Jornal a Praça Iguatu 

Nenhum comentário:

Postar um comentário