terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Com mais de 33 mil inscritos, concurso da Assembleia Legislativa do Ceará ficou para 2021 a pedido do Ministério Público

 

Sarto-concurso
Sarto pretendia ter realizado as provas do concurso até outubro deste ano. Foto: ALECE.

Durante a entrevista coletiva em que foram anunciados os nomes consensuais para concorrerem à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Ceará, o presidente José Sarto (PDT) aproveitou para fazer uma pequena prestação de contas de sua gestão, no que diz respeito ao concurso público para novos servidores.

Antes prometido para outubro passado, o concurso não pôde ser realizado por solicitação do Ministério Público, temendo que fosse causada aglomeração. “Só para que vocês tenham ideia, já tínhamos mais de 33 mil inscritos. E isso ia demandar arranjar locais, iria impor uma logística de aglomeração que, em plena pandemia, em pleno processo eleitoral, era inviável de a gente fazer”, explicou o presidente.

Sarto sempre deixou claro que realizar o concurso era um projeto particular seu, mas ficará feliz se o próximo presidente realizá-lo. Candidato único ao cargo, Evandro Leitão falou que a realização está entre suas prioridades.

O atual chefe do Poder Legislativo não poupou elogios ao colega Leitão, que deverá substituí-lo. “Ele tem de sobras condições para fazer uma gestão bem mais avançada, bem mais moderna do que nós procuramos fazer. Nós, lamentavelmente, fomos atingidos desde março pela pandemia”, lamentou. 


Jornalista Edison Silva 

Nenhum comentário:

Postar um comentário