sábado, 19 de dezembro de 2020

Adoção no Ceará: casal anuncia que recebeu bebê de volta em Tianguá

 

Casal anunciou a volta do bebê na noite desta sexta. Caso da adoção interrompida em Tianguá, no Ceará, ganhou repercussão nacional (Foto: Reprodução)
Casal anunciou a volta do bebê na noite desta sexta. Caso da adoção interrompida em Tianguá, no Ceará, ganhou repercussão nacional (Foto: Reprodução)

Gabriela Fernandes Moreira, 23, e Thallys Lima, 28, casal de Tianguá que viralizou após divulgar adoção de um bebê que foi interrompida, anunciaram, na noite desta sexta-feira, 18, que estão com a criança de volta em casa. Caso veio à tona nessa quarta-feira, 16, e ganhou repercussão nacional. Associação Cearense de Magistrados (ACM) e Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) se posicionaram e afirmaram que o processo inicial de adoção era ilegal. 



O procedimento foi instaurado pelo juiz titular da 3ª Vara da Comarca de Tianguá, Bruno dos Anjos. De acordo com o documento expedido, a Justiça havia autorizado ao casal de adotantes somente o "fortalecimento de vínculos" com a criança. Esse procedimento faz parte do processo de adoção e permitia apenas que a família visitasse o bebê no abrigo, para estabelecer uma convivência com ele.

"A gente veio aqui agradecer primeiramente a Deus. Tudo na vida da gente é Deus. Segundo, a gente quer agradecer aos casais que se sensibilizaram com a nossa situação, foi uma peça-chave pra gente estar com o nosso filho hoje", comenta Thallys Lima.

o povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário