quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Organizações populares manifestam apoio a Sarto no segundo turno das eleições municipais

 566C64C1-69B6-4353-BD0F-46BD15456F6D


Na tarde desta quinta-feira (18), representantes de organizações populares manifestaram apoio à candidatura de José Sarto (PDT) à Prefeitura de Fortaleza. O anúncio, oficializado no Comitê Central de campanha do pedetista, reuniu dirigentes de diversas entidades, como Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra (MST), Levante Popular da Juventude e Coletivo Cultural de Matrizes Africanas.

Na ocasião, Rogério Babau, membro do Movimento Consulta Popular, justificou a decisão entre os defensores da democracia e da justiça social. “Neste segundo turno, as organizações populares reafirmam apoio ao candidato Sarto para defender a democracia e evitar o avanço do neofascismo. A candidatura do PDT representa o compromisso de lutar por mais direitos sociais, por mais cultura, por mais lazer e por mais políticas públicas populares”, introduziu.

Na oportunidade, o candidato a vice-prefeito de Fortaleza, Élcio Batista (PSB), destacou as bandeiras prioritárias para os próximos quatro anos. “Pretendemos avançar com as conquistas do prefeito Roberto Cláudio, garantindo segurança alimentar, emprego, renda, educação, saúde e habitação”, elencou.

Para a representante nacional do MST, Keila Lima, a adesão dos movimentos representa a união do esforços contra o extermínio das juventudes das periferias e a favor da valorização do trabalhador.

“O PDT se aproxima dos nossos ideais de luta. O Élcio, em sua atuação pelo Governo do Estado, mediou o diálogo popular. Chegando à Prefeitura, Sarto e Élcio garantirão a abertura para dialogar e melhorar a vida do povo trabalhador, que produz a riqueza deste País”, concluiu.

Estiveram presentes, ainda, membros da Associação de Preservação da Cultura Cigana, Associação dos Quilombolas Rurais, Federação da Agricultura Popular, Movimento dos Atingidos e Atingidas por Barragens, Movimento de Trabalhadores por Direitos e Movimento de Pescadores e Pescadoras  Artesanais. 


   Roberto Moreira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário