quarta-feira, 18 de novembro de 2020

No Rio Grande do Sul, cinco cidades terão segundo turno

 

1_sebastiao_melo_manuela_davila_eleicoes-14108163
No Rio Grande do Sul, cinco cidades terão segundo turno. Sebastião Melo e Manuela D'Avila disputam Prefeitura de Porto Alegre nas eleições 2020 (Foto: Montagem sobre fotos de Guilherme Almeida e Ricardo Giusti/Correio do Povo)

Com o resultado das urnas no último domingo, 15, os cinco maiores colégios eleitorais do Rio Grande do Sul terão segundo turno nessas eleições 2020. Porto Alegre, Pelotas, Santa Maria, Canoas e Caxias do Sul não elegeram os seus futuros prefeitos no primeiro turno. Nessas localidades, os eleitores irão novamente às urnas no dia 29 de novembro para decidir quem ficará à frente das prefeituras pelos próximos quatro anos.

Em Porto Alegre, a disputa ficou entre Sebastião Melo (MDB), que obteve 31,01% dos votos, e Manuela D'Ávila (PCdoB), com 29% dos votos. Dos 13 candidatos que iniciaram na corrida pelo cargo de prefeito da Capital, alguns já declararam apoio a um dos dois candidatos. Fernanda Melchionna (Psol) anunciou que está ao lado de Manuela. Nesta quarta-feira, 18, o PV, que tinha o candidato Montserrat Martins deverá anunciar a sua posição. Já Melo recebeu o apoio de José Fortunati (PTB), que renunciou antes do pleito, Gustavo Paim (PP) e Valter Nagelstein (PSD). Mas ambos os candidatos seguem em conversas com as demais siglas.



Os 333.696 eleitores de Caxias do Sul terão de escolher entre Pepe Vargas (PT) e Adiló (PSDB). Pepe Vargas, que já foi prefeito de Caxias em 1996, foi vencedor do primeiro turno com 34,17%, seguido por Adiló com 15,45% dos votos.

Na região metropolitana de Porto Alegre, o segundo turno em Canoas ficou entre Jairo Jorge (PSD), que foi prefeito entre 2009 e 2012, e Luiz Carlos Busato (PTB) atual prefeito. Das urnas, Jairo fez 42,50% dos votos, e Busato ficou com 34,48%. Canoas foi a terceira cidade do RS com o maior número de abstenções, 28,82%.

Já em Pelotas, na região Sul do Estado, o segundo turno será disputado pela atual prefeita Paula Mascarenhas (PSDB), que teve 49% dos votos, e Ivan Duarte (PT), que atingiu 14,49% dos votos. Paula já foi vice-prefeita, na gestão de Eduardo Leite, atual governador do Estado, e agora busca a reeleição. Enquanto isso, Ivan Duarte é vereador e tenta chegar ao Executivo.

No quinto maior colégio eleitoral do Estado, Santa Maria terá o segundo turno curioso, entre o atual vice-prefeito Sérgio Cecchin (PP) e o atual prefeito Pozzobom (PSDB). Os eleitores levaram Cecchin para o segundo turno com 26,49% dos votos, e Pozzobom com 24,98% dos votos. Contudo, dos 204.282 eleitores, 58.876 decidiram se abster, levando Santa Maria a ser a segunda cidade com maior proporção de ausências. 

( O povo) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário