terça-feira, 17 de novembro de 2020

Após dois mandatos, Cláudio Pinho amarga derrota em São Gonçalo do Amarante

 Design-sem-nome-4-768x432

Primeiro prefeito de São Gonçalo do Amarante a colher os bons frutos econômicos que sopram com os altos investimentos no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, o empresário Cláudio Pinho amarga uma semana de dissabores em busca de explicações para o resultado das urnas que o levaram a perder, no último domingo, o comando político e administrativo do Município. O novo prefeito é Marcelo Ferreira Teles (PROS), conhecido como professor Marcelão, que recebeu 44,46% dos votos – 15.691 votos .

Escolhido para ser o candidato do PDT, o ex-secretário municipal Elder Gurgel teve o apoio de 14.879 eleitores – 42,16% dos votos apurados. O candidato do MDB, Ednaldo Lopes Martins, ficou em terceiro lugar com 4.722 votos – 13,38%. O resultado foi amargo porque Cláudio Pinho era considerado uma liderança em ascensão após dois mandatos consecutivos.

As urnas forem impiedosas porque, na opinião de lideranças políticas e comunitárias locais, a imposição do nome de Gurgel enfrentava resistências antes mesmo do início da campanha. Gurgel era um dos homens mais próximos a Cláudio Pinho e, embora o acompanhasse nos últimos anos no Município, as ligações não eram tão afetivas com a cidade de São Gonçalo do Amarante.

Os números das urnas deixaram Cláudio Pinho atônito porque, ao longo da campanha, monitorava por meio de pesquisas a tendência de votos e, de maneira cautelosa, comemorava a caminhada rumo à vitória. Incrédulo, Cláudio expôs uma expressão típica de quem é surpreendido por um resultado adverso: ‘’Eu não acredito!”. Os números, porém, não mentem e são reais.

PLANOS PARA O FUTURO

Sem a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante a partir do dia primeiro de janeiro de 2021, Cláudio Pinho espera ser chamado para o secretariado municipal de Fortaleza se o candidato do PDT, José Sarto, for eleito prefeito. Cláudio tem uma boa relação com a cúpula estadual do PDT e, em duas eleições, apoiou a candidatura de José Sarto à Assembleia Legislativa. O projeto a médio prazo está definido: Cláudio concorrerá em 2022 a um mandato de deputado estadual.

Raio das urnas em SGA

• Marcelo Ferreira (PROS): 15.691 votos
• Elder Gurgel (PDT): 14.879 votos
• Ednaldo Lopes Martins (MDB):- 4.722 votos
• Votos em branco: 495
• Votos nulos: 1.496
• Abstenção: 5.416  


( Ceará agora) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário