quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Licitações para a compra de medicamentos no Tocantins são alvo de ação da PF

 


São investigados servidores públicos pela fraude na contratação de uma empresa e recebimento de verba.



pff
Uma ação conjunta da Polícia Federal e da Controladoria Geral da União (CGU) apura um suposto esquema de corrupção em 12 municípios do Tocantins e em uma cidade do Maranhão. Indícios apontam fraudes em licitações realizadas para a compra de medicamentos.

Na manhã desta quarta-feira (7), cerca de 150 policiais cumprem 36 mandados de busca e apreensão, 15 de prisão temporária e um de prisão preventiva nos municípios tocantinenses: Araguaína; Aguiarnópolis; Sítio Novo do Tocantins; Ananás; Augustinópolis; Buriti do Tocantins; Luzinópolis; Praia Norte; Palmeiras do Tocantins; Riachinho; São Sebastião do Tocantins e Maurilândia do Tocantins.

Também há um mandando sendo cumprido em imperatriz, no Maranhão. As medidas foram expedidas pela Vara Criminal de Augustinópolis que além das buscas e prisões, também determinou o sequestro de bens na ordem de R$ 12 milhões.

As investigações tiveram início em 2019 e revelaram fraudes em processos licitatórios, cujas notas fiscais foram canceladas. A ação também desvendou a existência de transferências bancárias ligadas a responsáveis pela empresa investigada e servidores públicos do estado do Tocantins, incluindo secretários da Saúde e gestores do Fundo Municipal de Saúde de nove municípios da região do Bico do Papagaio.

Os suspeitos são investigados pela prática de crime de peculato, fraude em licitações e participação em organização criminosa.

(Diário do Poder)

Nenhum comentário:

Postar um comentário