sábado, 17 de outubro de 2020

Bombeiros sofrem queimaduras em incêndio em Iguatu e são levados de helicóptero ao IJF

 

1_ijf_foto_aurelio_alves-13818846
Dupla foi transferida de Iguatu para Fortaleza e passa bem (Foto: Aurelio Alves/O POVO)

Dois bombeiros da corporação de Iguatu, a 361,4 quilômetros de Fortaleza, precisaram ser transferidos de helicóptero para o Instituto José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza, após acidente envolvendo um incêndio. Identificados apenas como soldado Andrade e soldado Alexcsandro, a dupla combatia incêndio em vegetação da região de Iguatu quando uma mudança repentina na direção do vento, causada por um redemoinho, jogou o fogo contra eles. As informações são do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará.

Os bombeiros passam bem. Transferência aconteceu nessa sexta-feira, 16. Segundo CBM, Andrade e Alexcsandro estão internados no hospital recebendo cuidados. Eles tiveram queimaduras de primeiro e segundo grau nos braços e panturrilha, consideradas leves, principalmente se comparadas às de terceiro grau - essas trazem mais riscos à saúde. Ainda não há previsão de alta. A dupla foi transferida pelo helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).


Em agosto desse ano, o interior do Ceará registrou quase mil focos de incêndio em vegetação, sendo em sua maioria ocasionados por ação criminosa. De acordo com o tenente-coronel Nijair Araújo, do Corpo de Bombeiros de Iguatu, os polos onde a maioria dos eventos se concentraram foram as regiões de Sobral, Iguatu e Juazeiro do Norte. O segundo semestre no Estado costuma ser de intensas queimadas.

Dicas de prevenção

  • Nunca jogar resto de cigarro ainda aceso ou qualquer outra fonte de calor, por menor que seja, em locais onde haja vegetação, menos ainda se esta vegetação estiver seca;
  • Para as pessoas que viajam bastante, evitar jogar lixo pela janela do carro é essencial para que as queimadas sejam evitadas, pois esse lixo jogado poderá servir de alimento para o fogo;
  • Em caso de acampamentos, a fogueira precisa ser feita em locais onde não haja vegetação, principalmente seca ou a faça bem perto de um rio, observando o sentido do vento para que as centelhas desse fogo ou fumaça não iniciem um possível incêndio florestal;
  • Nunca se deve soltar balão, em hipótese alguma, pois estes também são um dos maiores causadores de queimadas, e por isso não soltá-los é uma maneira de evitá-las;
  • Nunca usar fogo para queima de lixo ou para a limpeza de plantação;
  • Próximo às estradas e torres de transmissão, o ideal é providenciar uma aceiro (limpeza de um terreno em volta de propriedades, matas e coivaras, para impedir propagação de incêndios) nas proximidades, de modo a evitar, em caso de incêndio, que este se alastre.
  • Também nesse ano, o Corpo de Bombeiros lançou a Operação Floresta Branca, com foco na prevenção. Nesses tempos de pandemia, como a corporação não pode fazer trabalho corpo a corpo com a população, todas as informações e alertas estão sendo feitos por outros canais, como as redes sociais.


    o Povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário