segunda-feira, 12 de outubro de 2020

Assembleia Legislativa: Sétimo seminário virtual analisa bacias hidrográficas do Curu e do Litoral

 c542a588434733fa7fd405cd2ee5d558_L




O Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da Assembleia Legislativa promove, nesta terça-feira (13), o Seminário Regional das Bacias Hidrográficas do Curu e do Litoral. O evento acontece de forma virtual, pela plataforma Zoom, e integra a programação do Pacto pelo Saneamento Básico.

Os interessados podem se inscrever pelo seguinte link: https://bit.ly/3iMaGPg. Esse é o sétimo de nove seminários que compõem a programação do Pacto pelo Saneamento Básico, iniciativa do Conselho de Altos Estudos e Assuntos Estratégicos da AL que visa fortalecer as políticas públicas de saneamento básico e apoiar a universalização desse serviço.

A Bacia Hidrográfica do Rio Curu possui uma área de drenagem de 8.750,75 km², correspondente a 6% do território cearense. Seu principal afluente é o rio Canindé, que se encontra na margem direita e drena praticamente todo o quadrante sudoeste da bacia. Pela margem esquerda, destaca-se o rio Caxitoré, abrangendo a parte centro-oeste do Estado.

Composta pelos municípios de Apuiarés, Canindé, Caridade, General Sampaio, Irauçuba, Itapajé, Itatira, Paracuru, Paraipaba, Paramoti, Pentecoste, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu, Tejuçuoca e Umirim, essa bacia tem capacidade de acumulação de águas superficiais de 1.068.355.000 m³, num total de 13 açudes públicos gerenciados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh).

Já a Bacia Hidrográfica do Litoral apresenta uma área de drenagem de 8.472,77 km², correspondente a 6% do território cearense. Ela engloba um conjunto de bacias independentes, compreendidas entre as bacias hidrográficas do Curu e Acaraú, variando de quase 155 km² (riacho Zumbi) até 3.450 km² (rio Arataiaçu). Os lagos e as lagoas dessa bacia ocorrem, sobretudo, devido à extensa faixa litorânea e pela predominância de um relevo muito suave e de baixa altitude.

Constituída pelos municípios de Acaraú, Amontada, Irauçuba, Itapipoca, Itarema, Marco, Miraíma, Morrinhos, Santana do Acaraú, Sobral, Trairi, Tururu e Uruburetama, a Bacia Hidrográfica do Litoral possui capacidade de acumulação de águas superficiais de 214,9 milhões de m³, com 10 açudes públicos gerenciados pela Cogerh.

Nos seminários anteriores, foram apresentados os cenários da Sub-Bacia Hidrográfica do Salgado, das Bacias Metropolitanas, da Sub-Bacia Hidrográfica do Rio Banabuiú, da Bacia Hidrográfica do Acaraú, da Serra da Ibiapaba e dos Sertões de Crateús e do Coreaú. Serão realizados ainda outros dois seminários, sobre as bacias do Médio e Baixo Jaguaribe e do Alto Jaguaribe.

(*)com informação da AL

Nenhum comentário:

Postar um comentário