sexta-feira, 4 de setembro de 2020

Campanha vai arrecadar recursos para revitalização do Memorial Irmã Clemência, em Baturité

 

1_irma_clemencia__107_-9992187
BATURITÉ-CEARÃ., 27/08/2019: Memorial Irmã Clemência. Visita à cidade de Baturité para pesquisar sobre a vida da Irmã Clemência, que nasceu a 23 de agosto de 1896, em Redenção, Ceará. Filha da Caridade de São Vicente de Paulo e que é tida como santa pelos populares da região. (Foto: JÚLIO CAESAR)

 

Uma campanha para arrecadar recursos destinados à revitalização do Memorial Irmã Clemência, em Baturité, será lançada neste sábado, 5. O espaço - cenário de milagres atribuídos à cearense - foi inaugurado há 19 anos e está desativado nos últimos cinco. Avaliado em R$ 60 mil, o projeto de restauração inclui reformas estrutural, elétrica e hidráulica, além de mudanças no mobiliário e implementação de espaços de convivência.

A iniciativa é dos Devotos da Irmã Clemência em parceria com o projeto "Caminhos de História e fé de Baturité", do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A ideia é concluir a reforma até janeiro de 2021

A ação deverá ser desenvolvida em quatro etapas, sendo a primeira referente à estrutura do prédio. Serão duas frentes de atuação: venda das blusas para mobilização da sociedade na causa e busca de parcerias e doações junto a empresas e indústrias.

A Serva de Deus Irmã Clemência Oliveira, natural de Redenção, é candidata à segunda beatificação cearense. A primeira foi a Menina Benigna. Em Baturité, a 55 km de Fortaleza, a Irmã ficou conhecida devido aos seus atendimentos a enfermos pobres da região. Histórias de curas intermediadas por ela repercutem desde sua morte, em 1966.

1_whatsapp_image_2020_09_04_at_10_40_12-13443822
Espaços internos do Memorial Irmã Clemência carecem de reparo (Foto: Luziana Gonçalves e o Américo Araújo)


 Uma coletiva programada para ocorrer neste sábado, 5, deve dar mais detalhes sobre a campanha e o projeto. Participarão do evento o secretário de Cultura e Turismo de Baturité, Wedney Rodrigues de Sousa, o historiador João Artur Ricardo de Oliveira, o pároco José Benício Nogueira, além de arquitetos, técnicos em edificações, e representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e do Sebrae.

De acordo com Moisés Rocha Farias, professor universitário na área de Filosofia e procurador do processo de beatificação da Irmã, a importância da revitalização do Memorial tem perspectivas religiosa, histórica, social, turística e econômica.

Ele enfatiza que o lugar é relevante no processo de beatificação por ter sido onde a Irmã desenvolveu seu trabalho de assistência à população de Baturité por mais de 15 anos, tendo sido relatadas inúmeras curas.

Do ponto de vista histórico, o professor observa que na região do Maciço de Baturité o prédio onde hoje está o Memorial foi o primeiro ambulatório, introduzido há mais de 70 anos por intermédio da Irmã Clemência como espaço dedicado aos seus atendimentos diários.

"Depois de 54 anos de falecimento da Serva de Deus, sua memória ainda é presente na população dessa região, de maneira que percebemos que a vida dela foi sempre uma entrega e doação. Baturité retoma esse projeto de revitalização como forma concreta de gratidão e de resgate de sua própria história", afirma Farias.

No aspecto turístico, o Memorial será mais um equipamento onde o visitante terá acesso a um acervo histórico e religioso. Para o professor, isso poderia resultar em um impacto econômico positivo, atraindo mais romeiros e turistas à Cidade, e favorecendo serviços como hotelaria.

"Temos uma proposta ousada de que, a médio e longo prazo, com o progresso do processo de beatificação, Baturité ganhe notoriedade e importância como um centro de romarias não só do Estado, mas no País", projeta o procurador da beatificação da Irmã.

Projeto para o Memorial

 

Atualmente, o Memorial Irmã Clemência apresenta necessidade de adequação às normas técnicas de acessibilidade em todo o prédio, desde a entrada até os cômodos internos. O local tem ainda pontos de infiltrações que precisam ser reparados.

O prédio passou por uma vistoria técnica e o projeto de revitalização é assinado pelos arquitetos Luziana Gonçalves e o Américo Araújo. Já o projeto museográfico está sob a responsabilidade de Rose Henud, museóloga e consultora do Sebrae.

Ele consiste em quatro salas de exposição, além de espaços de convivência com uma lojinha de lembrancinhas da Serva de Deus e um Café para recepcionar turistas ou romeiros. O orçamento de R$ 60 mil abrange desde a área estrutural até o mobiliário e a implementação dos novos espaços de interação.

Beatificação da Irmã Clemência

 

Após 19 anos parado, o processo de beatificação da Irmã Clemência foi retomado. Neste mês, com a devida liberação da provincial em Roma, dois documentos que faltavam para o processo serão preparados, segundo Moisés Rocha Farias.

Como a cearense era da Companhia das Filhas da Caridade de São Vicente de Paulo, era necessário o consentimento da provincial para dar continuidade aos trâmites.

Os documentos pendentes são o positio e a declaração de fama de santidade para que Irmã Clemência seja considerada Venerável, que é a próxima etapa para a beatificação depois do título de Serva de Deus.

A história de Irmã Clemência já foi abordada anteriormente no especial "Santificados" do O POVO. O caderno traz a história da religiosa e a importância de sua santificação na região. Especialistas, estudiosos e devotos trazem relatos sobre a Irmã e outros 12 casos de "santificações cearenses".

Serviço:

Lançamento da campanha de revitalização do Memorial Irmã Clemência

Onde: Memorial Irmã Clemência ( rua São José, 1350, Centro de Baturité)
Quando: 5 de setembro (sábado)
Horário: 10 horas

Mais informações: (85) 9 9204 2311 

o Povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário