quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Tá chegando a hora: Élcio tem apoio dos movimentos sociais, Sarto da classe política e Idilvan dos professores e servidores públicos

 20E7D035-36D0-4873-A413-41A9925080CC


Aos poucos, a tese do cardápio de pré-candidatos a prefeito de Fortaleza vai ganhando cortornos e produzindo um funil. O melhor da ideia é que a cidade descobriu que os sete nomes da sucessão de Roberto Cláudio - dois deles comporão a chapa para disputar a Prefeitura de Fortaleza - têm  serviço prestado e capacidade de gerir uma metrópole cheia de contradições, dificuldades sociais e, também, farta de grandes oportunidades, como o turismo.

Faltando 19 dias para o início das convenções partidárias, o debate vai encurtando e aumentando as expectativas sobre a chapa do PDT e partidos da base aliada. Não só os interessados estão na expectativa. Os eleitores, também. A oposição já escolheu seus nomes. A cidade aguarda a chapa que será ofertada pelo prefeito, o presidente do PDT Municipal e coordenador da campanha da própria sucessão. Roberto Cláudio tem mais de 70% de aprovação e quer transferir aos seus candidatos a confiança que a população de Fortaleza lhe confere.

Os pré-candidatos são nomes fortes. Élcio tem respaldo dos movimentos sociais, Sarto da classe política, Idilvan dos professores e do conjunto dos servidores públicos. Alexandre Pereira tem a benção da área do turismo, Samuel Dias é o preferido dos vereadores , Salmito foi o deputado estadual mais votado em Fortaleza e Ferrúcio é o destacado gestor da Regional II, a Secretaria que mais atuou. São homens experientes, cabeças boas e gestores com espírito público. Roberto Cláudio excluiu milionários, empresários, líderes políticos e estrelas da música e do esporte. Quer uma chapa que se aproxime, ao máximo, dos mais humildes e, ao mesmo tempo, que possa representar bem, em qualquer lugar, a capital do Ceará.

O PDT está deixando claro, nos debates de pré-campanha, que a pauta da cidade precisa ter continuidade, os projetos serem concluídos e que o Plano 2040 esteja na agenda do próximo prefeito.

Continuidade é a grande proposta que o PDT irá ofertar ao eleitor. Mobilidade, infraestrutura, aprimoramento na área de saúde, continuação do  investimento maciço em educação e no turismo, são prioridades que não podem sair da agenda, como prevê o Plano 2040 e o próprio Plano Diretor da cidade.

A população de Fortaleza terá que entender que a campanha eleitoral não será apenas um debate entre direita e esquerda. Inclui, também, um componente político forte de políticas públicas. Os exemplos Brasil afora de mal gestores eleitos e um alerta: não devemos colocar um estagiário no comando da Prefeitura de Fortaleza 

Roberto Moreira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário