quinta-feira, 9 de julho de 2020

Reportagem o POVO : Granjeiro: Suspeito de participação na morte de João do Povo é preso






João Gregório Neto tinha 54 anos e levou três tiros enquanto caminhava no entorno do açude Junco, em Granjeiro, município distante 442,2 km da Capital. (Foto: Reprodução/Facebook)
João Gregório Neto tinha 54 anos e levou três tiros enquanto caminhava no entorno do açude Junco, em Granjeiro, município distante 442,2 km da Capital. (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma pessoa foi presa na manhã desta quinta-feira, 9, por envolvimento na morte do ex-prefeito de Granjeiro, João Gregório (PL). De acordo com uma fonte policial da Delegacia Regional de Crato, onde o suspeito foi detido, equipe que participou da operação ainda está nas ruas.
Conhecido como João do Povo, João Gregório tinha 54 anos e foi assassinado em 24 de dezembro de 2019, véspera de Natal, com três tiros enquanto caminhava no entorno do Açude do Junco. 
Em março deste ano, José Plácido da Cunha, 53, tio do atual prefeito de Granjeiro, Ticiano Tomé (PMN), foi preso por ameaças a testemunhas do caso de João do Povo. Um mês antes, Ticiano Tomé chegou a ser afastado do cargo e retornar um dia depois por suspeita de envolvimento no caso.
O POVO solicitou detalhes do caso à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e aguarda retorno.

Mais informações em instantes

Blog do Amaury Alencar com dados o Povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário