segunda-feira, 20 de julho de 2020

PROJETO JOVENS AMBIENTALISTAS DE PACUJÁ SERÁ SOCIALIZADO NOS ESTADOS DO RIO GRANDE DO NORTE E SERGIPE

Com uma metodologia simples e direta da teoria e a prática, a essência do PROJETO JOVENS AMBIENTALISTAS DE PACUJÁ nascido no distrito de BITUPITÁ há 25 ANOS objetivando recuperar áreas degradadas dos manguezais, tornou-se sucesso no Município de BARROQUINHA, sendo replicado em vários municípios cearenses, o mesmo foi  adaptado para o Município de Pacujá, o Projeto renasceu com força e com resultados exitosos se transformando num referencial graças aos resultados trabalhados por crianças e adolescentes da rede pública municipal de ensino.
A CONVITE do empreendedor José Elpídio de Moura Filho (pré candidato a prefeito) da SERRA DO MEL, Estado do Rio Grande do Norte e do Profº e Arq. Almir Júnior da capital ARACAJÚ, Estado de Sergipe, o ambientalista Jorge de Moura, criador e coordenador do Projeto em Pacujá, irá a ambas cidades apresentar o aludido projeto para professores, estudantes, ambientalistas, agricultores, etc. 
Espero que até o final de Outubro, esta pandemia esteja sobre controle sendo assim, viajarei. Lembrando que o Projeto trata da ARBORIZAÇÃO URBANA com Árvores Nativas do Bioma Caatinga, implantação das Manchas Verdes Urbanas e Pomares nos Quintais tem técnica simples repassada aos alunos que fazem da teoria à prática e a prática vem cobrindo de VERDE o CINZENTO. O ambientalista Jorge de Moura reforça a importância dos dois segmentos da população que trabalham de maneira lúdica e aprendem que a CAATINGA - É Bioma único no Planeta Terra, eminentemente brasileiro, ocupando uma área de 850.000Km², equivalente 12%  do território do Brasil alcançando o Estado de Sergipe e o Norte de Minas Gerais, são 27 MILHÕES de pessoas que vivem nessa área da Caatinga Brasileira, abrigando 178 espécies de mamíferos, 591 de aves, 177 de répteis, 79 de anfíbios, 241 de peixes, 221 de abelhas, 932 de plantas o que é uma cifra considerável, que merece proteção permanente. No Bioma há espécies endêmicas, existindo apenas por esses lados de cá da Caatinga, são o que dizem estudos científicos.
O Bioma Caatinga é parte do Meio Ambiente, "este envolve tudo que há vida", por essa razão, sua FAUNA e sua FLORA são trabalhadas de forma que, o entendimento atinja o todo.
O maior desafio para manter o BIOMA CAATINGA na sua integridade são: - poluição, - queimadas, - desmatamentos, - agrotóxicos (VENENOS) principais agentes do AQUECIMENTO GLOBAL, que aumentam consideravelmente a temperatura terrestre.
O Projeto Jovens Ambientalistas de Pacujá fez renascer uma nova ótica sobre o Bioma Caatinga que passou de DESCONHECIDO para CONHECIDO, ao conhecer as nuances desse Bioma, o homem vai compreendendo sua dinâmica e assim nasce uma nova ordem ambiental tão necessária para a SOBREVIVÊNCIA das ESPÉCIES. 
            "NÃO PROTEJA O MEIO, PROTEJA O TODO"

78901597_488050818484632_6423754156791562240_n

71216219_10206105157744827_7894562984297496576_o%2B%25281%2529

Nenhum comentário:

Postar um comentário