quinta-feira, 23 de julho de 2020

A cada 10 pacientes que entram na Ala Covid do Hospital Santo Antônio de Barbalha, 3 são da zona rural.

4F88040C-7A3D-4F0A-9184-0896E4CF9AFF
O dado alerta para a contaminação entre moradores de distritos e comunidades rurais no interior do estado, já que esses pacientes vêm de três regiões do Ceará: Cariri, Centro-Sul e Sertão.

Enquanto a capital avança de fase a cada semana, o Cariri vive a renovação do lockdown a cada semana. Os números crescem assustadoramente e as Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s) estão superlotadas.


O Hospital Santo Antônio (HSA), em Barbalha, mantido pela Fundação Otília Correia Saraiva – FOCS, referência em neurocirurgia é também referência no tratamento da Covid-19 para 45 municípios que compõem a Macrorregião de saúde do interior do estado.

A Ala Covid tem 13 leitos de enfermaria, com 60% ocupados e 10 leitos de UTI, 80% ocupados; como já divulgado para sociedade, o contrato para manutenção dos 10 leitos de UTI Pediátrica foi suspenso e não houve renovação ainda junto ao Ministério da Saúde.

Desses pacientes que chegam à Ala Covid, 50% são de Barbalha, 15% de Juazeiro do Norte e o restante dos demais municípios de cobertura da macrorregião de saúde; 30% são da zona rural e 70% da zona urbana.

O Gestor de Projetos do HSA, Egberto Santos, destaca que quem pode, deve permanecer em casa para conter o pico de transmissão. “Caso não possa ficar em casa, ajude os profissionais de saúde tomando todas as medidas necessárias para o combate à Covid-19”, tais como o uso de máscara, álcool em gel e mantendo distanciamento entre as demais pessoas”, destacou.  

 Commonike Assessoria de Comunicação 

Nenhum comentário:

Postar um comentário