segunda-feira, 8 de junho de 2020

Ciro quer montar frente ampla para combater implantação do "fascismo" e defender a democracia no Brasil

O ex-ministro Ciro Gomes, que pretende disputar a presidência da República em 2022 pelo PDT, chamou de "traidor" em debate na GloboNews,  quem se recusar a participar de uma frente ampla contra o fascismo, num claro recado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se recusou a assinar o manifesto Juntos. 
"Ninguém do povo vai entender a superficialidade de qualquer um de nós que, por mimimi, por manha, por marra, não cumpra sua tarefa de proteger a democracia que custou vidas a vários brasileiros", disse ele. "Vamos esquecer o exílio? Nem a pau, Juvenal. Vamos pro cacete, vamos defender a democracia brasileria e quem não vier é traidor".
 
 
Roberto Moreira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário