quarta-feira, 27 de maio de 2020

PF faz operação contra Roberto Jefferson, Luciano Hang, deputado e blogueiro


Ele é o dono da rede de lojas Havan
Ele é o dono da rede de lojas Havan
A Polícia Federal cumpre, nesta manhã de quarta-feira, mandados de busca e apreensão no inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF). O alvo da investigação, segundo o Portal G1, é a produção de notícias falsas e ameaças à Corte. O ex-deputado federal Roberto Jefferson, o empresário Luciano Hang, o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) e o blogueiro Allan dos Santos são alvos. Os quatro são aliados do presidente Jair Bolsonaro.

As buscas com relação a Jefferson e Hang foram realizadas nas casas deles, no Rio de Janeiro e em Santa Catarina, respectivamente.

No caso de Garcia, as buscas foram realizadas no gabinete, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), onde computadores foram apreendidos. As buscas sobre Allan dos Santos ocorreram na casa dele, em uma área nobre de Brasília. Também é alvo da operação a blogueira Sara Winter.

Ao todo, a operação tem 29 mandados de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, relator do inquérito. Além de Rio de Janeiro e Brasília, há mandados para ser cumpridos também nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Paraná e Santa Catarina.

O advogado do empresário Luciano Hang disse que ele vai se manifestar, por meio de nota, na manhã desta quarta. O G1 ligou para o celular de Roberto Jefferson por volta das 8h50min, mas o telefone estava desligado. A reportagem deixou uma mensagem. 

Em uma rede social, o deputado estadual Douglas Garcia disse que a operação é uma "perseguição" e uma tentativa de criminalizar a liberdade de expressão. 

"Polícia Federal no meu gabinete: a perseguição do inquérito inconstitucional 4.781 estabelecido pela ditatoga com o intuito de criminalizar a liberdade de expressão e a atividade parlamentar. 


O G1 busca contato com os demais alvos da operação.


Eliomar de Lima  o Povo

Nenhum comentário:

Postar um comentário