terça-feira, 19 de maio de 2020

Ceará tem 4.453 profissionais de saúde infectados e 12 mortos por coronavírus

O epicentro da epidemia de coronavírus no Ceará, é Fortaleza
O epicentro da epidemia de coronavírus no Ceará, é Fortaleza (Foto: Aurelio Alves/O POVO)
O Ceará concentra 4.456 casos de coronavírus entre profissionais de saúde, 12 morreram em decorrência da doença e 3.279 conseguiram se curar. Fortaleza é o epicentro do contágio, com 3.151 ocorrências e nove mortos, o equivalente a cerca de 70% dos casos e 75% dos óbitos. Em seguida, vem Caucaia, com 184 casos e uma morte. Os dados foram disponibilizados na plataforma IntegraSUS e partem de dados recolhidos pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) e atualizados às 23h56min desta segunda-feira, 18 de maio.

São incluídos na categoria de profissionais de saúde para efeito do levantamento, qualquer profissional que esteja trabalhando em área correlata à atuação das unidades de tratamento dos pacientes. Os outros dois municípios que apresentam mortes de profissionais são Iguatu e Itapipoca, com uma morte cada e 44 e 18 casos da doença, respectivamente.

A primeira morte de profissionais de saúde em decorrência do coronavírus foi registrada no dia 10 de abril. Dentre os óbitos, a menor faixa etária apresentada foi de 40 a 44 anos para homens e mulheres. Porém, as mortes se concentram em 50% na categoria de técnico ou auxiliar de enfermagem, que registram 6 óbitos, seguida dos médicos, com quatro mortes. A categoria de enfermeiros e tecnólogos apresentam uma morte cada.

De acordo com o levantamento, das 184 cidades cearenses, 130 têm pelo menos um profissional de saúde infectado com a Covid-19. O número é equivalente a 70,65% do Estado. A plataforma informa ainda que 5.878 casos aguardam confirmação do diagnóstico da nova doença.

Ao total foram realizados 12.080 testes em profissionais da área da saúde para detecção do novo vírus. O primeiro caso registrado foi no dia 1º de fevereiro. A taxa de infecção na classe começou a crescer a partir do dia 23 de março, quando o acumulado de casos dos profissionais infectados ultrapassou os 100 casos, chegando a 108.

Entre os dias 14 de abril e 4 de maio houve o registro de mais de 100 novos casos por dia. As mulheres são as mais infectadas pelo vírus, acumulando um total de 3.195 casos das infecções enquanto os homens representam 1.258 casos.

Com relação à faixa etária, a mais atingida em ambos os gêneros é a de 35 a 39 anos, as mulheres com essa idade que foram contaminadas pelo coronavírus somam 572, enquanto os homens com a mesma idade e que contraíram a doença, são 222.


o Povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário