sexta-feira, 22 de maio de 2020

Brejo Santo - Câmara Municipal reconhece Banda de Música como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural



 
A Câmara Municipal de Vereadores de Brejo Santo aprovou por unanimidade o Projeto de Lei n° 014/020, de 29 de Abril de 2020, de autoria do Vereador Miran Basílio, que reconhece a Banda de Música Maestro Olívio Lopes Angelim como Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do município. 


A iniciativa do poder legislativo comemora os 103 anos de fundação da Banda de Música, que aconteceu no último dia 17 de Maio, e tem como objetivo assegurar a preservação da Banda de Música para as próximas gerações. 

Em suas redes sociais, o Secretário de Cultura, Turismo e Eventos David Junior ressaltou a importância do reconhecimento por parte do poder legislativo: "Este reconhecimento marca a história da Banda de Música do município e regulamenta a salva-guarda deste patrimônio, assegurando a preservação deste bem cultural para esta e para as futuras gerações.

Em nome da Secretaria de Cultura, e da Banda de Música, agradecemos ao vereador Miran Basílio pela iniciativa e pela forte atuação no campo da Cultura, e a Câmara Municipal pela aprovação unânime."

HISTÓRICO
"A fundação da Banda de Música de Brejo Santo data de 17 de maio de 1917, por iniciativa particular do senhor Tiburtino Inácio da Silva Torres, que adquiriu os primeiros instrumentos com recursos próprios, e colocou como primeiro regente um dos maestros mais famosos do Estado à época, mestre Nerú, da cidade de Barbalha.⁣
Desde a fundação a Banda destacou-se na região participando de importantes eventos cívicos e religiosos, também representando a cidade de Brejo Santo em Congressos de Bandas nas cidades de Juazeiro do Norte e Fortaleza, chamando sempre a atenção pelas belíssimas apresentações em cada evento. ⁣
Desde que foi fundada a Banda de Brejo Santo teve o privilégio de possuir no seu quadro de maestros nomes de destaque no cenário musical. Francisco Nerú, grande professor de música, revelou vários talentos musicais para Brejo Santo, João Alberto, Francisco Pereira Lima, Olívio Lopes Angelim, nome carregado honrosamente pela Banda de Música, mestre Olívio era homem inteligente, firme, e disciplinador, exímio compositor de dobrados aos quais atribuía nomes de personalidades brejossantenses a exemplo do Padre Pedro Inácio Ribeiro, Napoleão de Araújo Lima, professor José Teles de Carvalho, Chico de Sinésio, entre outros; João Candido de Sousa, José Gomes Cavalcante, Leonardo Macêdo, Fidelis Dutra, e na atualidade o Maestro Agnete Leite de Figueiredo Neto."
 
 Flávio Pinto

Conheça mais sobre a história da Banda de Música Maestro Olívio Lopes Angelim: LINK

LEIA O PROJETO:

Nenhum comentário:

Postar um comentário