quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Estudante caririense vai para a final da Olimpíada Brasileira de Português


Foram anunciados na noite desta quarta-feira (30) os finalistas da categoria Memórias Literárias da 6ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, alunos de 6º e 7º anos do Ensino Fundamental. 38 estudantes selecionados e seus professores, de todas as regiões do país, seguem para a final no dia 09 de dezembro, em São Paulo, quando serão revelados os vencedores nacionais. 

 Estudante caririense vai para a final da Olimpíada Brasileira de Português

Foram premiados também os quatro professores autores dos Relatos de Prática vencedores da categoria.

Dentre esses, uma estudante caririense vai representar o estado do Ceará. Maria Emanuely dos Santos Andrade é aluna da EEF Maria Benvinda Quental Lucena, que fica na cidade de Brejo Santo. Ela escreveu o texto com o título “Acende a fogueira do meu coração”, orientado pela professora Cícera Mônica da Silva Santana Simplício.

Os 250 estudantes e professores de escolas públicas selecionados na etapa estadual chegaram a São Paulo na segunda-feira (28). Durante três dias participaram de novas oficinas de texto, bate-papo com autores, rodas de conversa, atividades culturais e de integração. Eles entrevistaram a escritora Geni Guimarães e a visitaram o Museu Afro Brasil.

O próximo Encontro de Semifinalistas da Olimpíada de Língua Portuguesa será entre 4 e 6 de novembro, com os alunos e professores que trabalharam o gênero Poema. Desembarcarão em São Paulo 130 professores e alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, que participarão das atividades culturais e de formação. Ainda em novembro, serão realizados os encontros de semifinalistas de Documentários (1º e 2º anos do Ensino Médio) e de Artigo de Opinião (3º ano). Além dos finalistas em Memórias Literárias, foram divulgados em outubro os 38 selecionados na categoria Crônica (8º e 9º anos do Ensino Fundamental).

Olimpíada de Língua Portuguesa é realizada pelo Itaú Social e o Ministério da Educação (MEC) com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). O objetivo é apoiar os professores da rede pública no aprimoramento das práticas de ensino de leitura e escrita. A partir da metodologia do Programa Escrevendo o Futuro, os professores realizam oficinas de produção de texto com os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. O tema do concurso é “O lugar onde vivo”, um estímulo à reflexão sobre as realidades locais.

O concurso conta com a parceria da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), da Fundação Roberto Marinho e do Canal Futura.

Números desta edição:
4.876 municípios participantes;
42.086 escolas inscritas;
85.908 professores inscritos;
171.035 inscrições nas categorias;
Mais de 5 milhões de alunos participantes das oficinas de leitura e escrita realizadas para a produção dos textos.


badalo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário