Páginas

Facebook

segunda-feira, 4 de outubro de 2021

Briga Por Causa De Empréstimo Em Barbalha Termina Com Agiota Esfaqueado E Acusado Preso.

 



005-4-660x360

Maylon foi socorrido ao Hospital São Vicente de Paulo de Barbalha (Foto: Reprodução)

Uma tentativa de homicídio foi registrada neste final de semana em Barbalha. Por volta das 20 horas de sábado Maylon da Costa Menezes, de 44 anos, deu entrada no Hospital São Vicente de Paulo daquele município apresentando uma lesão à faca no abdômen. A polícia foi acionada e ali esteve uma patrulha da PM com o Subtenente Viana, o Cabo Edivan e o Soldado Santos foi ao local se deparando com a vítima com a qual buscou informações.

Ele disse aos policiais ter sido lesionado num restaurante ao lado da rodoviária por Cícero Damasceno de Sousa, de 52 anos, e, imediatamente, a patrulha foi ao local que já estava fechado. Os PMs souberam que o acusado residia na Rua Antônio Duarte (Bairro Alto da Alegria) para onde seguiram prendendo Cícero. A caminho da Delegacia de Juazeiro, ele disse que, há um ano, pegou R$ 500,00 emprestado com Maylon e já teria pago de juros, aproximadamente, R$ 1,8 mil.

Segundo acrescentou, Maylon foi em busca de mais dinheiro quando surgiu uma discussão e terminou ameaçado de ser morto com “um tiro na boca”. Ambos teriam feito novo acordo no valor de R$ 600,00, porém surgiu novo entrevero. Ainda de acordo com Cícero, Maylon pegou a faca do próprio restaurante e travaram luta corporal quando a vítima teria se ferido com a arma branca que empunhava

Cícero foi apresentado ao delegado plantonista na 20ª DRPC de Juazeiro e o Auto de Prisão em Flagrante (APF) contra o mesmo terminou protocolado na manhã deste domingo no Plantão Judiciário do Núcleo Regional Cariri. Em julho de 2014 ele passou a responder por crime de apropriação indébita que teve uma mulher como vítima e figura noutro procedimento como testemunha de assalto. Já Maylon responde por crimes de posse de arma de fogo e duas tentativas de homicídios contra João Donisete dos Santos (2018) e André Vicente Ferreira no ano passado.


                           ( Miséria)