sábado, 1 de maio de 2021

Granjeiro e Umari são as duas cidades do Ceará que não registraram mortes por Covid-19 em 2021

 















Duas cidades do Ceará não registraram mortes por Covid-19 em 2021. De acordo com o boletim da Secretaria da Saúde (Sesa), Granjeiro e Umari foram os únicos dos 184 municípios do estado sem óbitos pela doença. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (30) e referem-se até o último dia 24 de abril.

De janeiro a abril foi registrada uma média de 62 óbitos por dia em decorrência da Covid-19 no estado. Os meses de janeiro, fevereiro e março registraram médias diárias de 18,1; 38,0 e 101,5 óbitos, respectivamente. O dia 23 de março registrou o maior número de ocorrências do período, com 141 fatalidades.

O documento aponta que na primeira quinzena de abril observa-se uma tendência decrescente na curva (redução de 22,1%), registrando, em média, 95,7 óbitos por dia.

O Ceará vai receber na próxima segunda-feira (3) a metade inicial do primeiro lote de vacinas da Pfizer/BioNTech com 8.775 (50%) doses, de acordo com o governo do estado. Este vai ser o terceiro imunizante contra Covid-19 utilizado no estado, que já aplica CoronaVac e Oxford/Astrazeneca.

A outra metade (mais 8.775) da remessa das doses da Pfizer tem previsão de chegar ao Ceará até dia 19 de maio. A vacina será aplicada somente em Fortaleza, seguindo a recomendação do Ministério da Saúde (MS), por conta da logística específica com baixas temperaturas.

O governador Camilo Santana publicou nas redes sociais, na última quarta-feira (28), sobre a chegada das vacinas do terceiro imunizante neste mês de maio.

O imunizante deverá ser disponibilizado para pessoas do grupo da 3ª fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, e pode ser usado em pessoas com mais de 16 anos. Serão duas aplicações, com intervalo de 21 dias entre a primeira e a segunda dose.

A Secretaria informa ainda que aguarda a finalização do processo de aquisição de mais dois ultrafreezers para reforçar o armazenamento de mais quantidades de doses.

Magda Almeida, secretária executiva de Vigilância e Regulação da Sesa, comenta os pontos específicos desse imunizante. "É um tipo especial que o estado está se preparando para receber, não só no transporte mas também no armazenamento e na aplicação. São caminhões especiais para manter a temperatura negativa e o armazenamento através dos ultrafreezeres adquiridos pela Sesa que se encontram na rede de frios", explica Magda.

"A aplicação, por também ter uma especificidade, precisa de um treinamento dos vacinadores. O primeiro treinamento acontece hoje [sexta-feira]; só poderão aplicar essas vacinas aqueles que já foram treinados pela Sesa", complementa a secretária executiva.

O refrigerador que será usado para armazenar as doses do novo imunizante está disponível na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadim) da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

Nenhum comentário:

Postar um comentário