Páginas

Facebook

segunda-feira, 8 de março de 2021

Auditoria da nova gestão de Aurora constata rombo de aproximadamente 15 milhões deixados por administrações passadas

 











“Provavelmente teve a mesma fraude. Recolheu o dinheiro dos funcionários, pagou a menos e fez uma declaração a menor”, destacou Marcone. - Foto e vídeo: Câmara Municipal de Aurora

Uma auditoria realizada pela nova gestão municipal de Aurora constatou um rombo de 14.800.000,00 deixados pelas gestões anteriores. Durante Sessão Ordinária da Câmara, o prefeito Marcone Tavares de Luna detalhou os débitos herdados. Toda a documentação referente aos débitos  pode ser conferida clicando aqui.

De acordo com o prefeito, de 2009 a 2015, o município deixou de pagar em impostos em torno de 9 milhões de reais junto à Previdência Social, o que poderá acarretar, conforme o gestor, em problemas para os servidores públicos municipais solicitarem aposentadoria. Marcone também evidenciou que de abril de à dezembro de 2020 o município atrasou o pagamento de impostos.  No período, a inadimplência chega a aproximadamente 3.700.00,00 com funcionalismo, clínicas e fornecedores.

Ainda conforme o prefeito, no ano de 2015, o município deixou de recolher (declarar) à Receita Federal o montante de 2.100.000,00 em impostos. Uma intimação sobre abertura de processo para apurar fraudes idênticas ao período de 2015-2016 foi enviada ao município pelo ente federal . “Provavelmente teve a mesma fraude. Recolheu o dinheiro dos funcionários, pagou a menos e fez uma declaração a menor”, destacou Marcone.

Durante a reunião da Câmara, o prefeito também citou que encontrou uma estrutura completamente sucateada no município, onde a prefeitura não tinha um banheiro, escolas em abandono.

O prefeito também citou que as administrações anteriores pagavam ao Banco do Brasil o valor de R$ 20.000,00 para processar a folha de pagamento dos servidores públicos municipais. Contudo, após sua solicitação, a cobrança da taxa foi zerada. “Se a gestão de Aurora não mudasse de rumo, a nossa cidade iria a falência”, disse o prefeito.

Em relação ao consórcio para compra de vacinas, o prefeito evidenciou que irá aderir, como também, citou como funciona o referido consórcio.

Convênios

A unidade sentinela, conforme o prefeito, recebe o montante de R$ 60.000,00 da nova gestão municipal.

O gestor também mencionou que existem dificuldades para firmar convênios com unidades de saúde de outros municípios devido à inadimplência herdada pela gestão passada. 


                Portal Aurora Notícias