quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Níveis de Alerta: 170 municípios do Ceará estão com risco altíssimo ou alto para Covid-19

 











 Cerca de 170 municípios cearenses estão em níveis de alerta de “Risco Alto” ou “Risco Altíssimo” de Covid-19, de acordo com a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). A pasta desenvolveu o Painel Níveis de Alerta, na plataforma IntegraSUS, com objetivo de analisar as condições referentes aos fatores de risco territorial por município, considerando a situação da Covid em cada Região.

Dessa forma, a Sesa expediu, nesta quinta-feira (25), um ofício para as respectivas secretarias municipais de saúde recomendando medidas específicas para enfrentar a epidemia simultânea, além das orientações já previstas no Painel.

Com situação preocupante, os gestores municipais são orientados a adotar as seguintes medidas como recomendação especial:

– Adaptar protocolos de rastreamento de contatos e monitoramento de casos suspeitos;
– Dimensionar equipamentos de saúde e estoque de medicamentos e insumos, adaptando a capacidade de resposta à possível demanda por cuidados hospitalares (kit de intubação, anestésicos, estoque O2);
– Adaptar ações para diminuir contatos na sociedade, como fechamento de espaços públicos, serviços não essenciais e comunicar a necessidade de evitar aglomerações;
– Editar decretos e orientar a população a adotar comportamentos que diminuam o contágio, como o uso de máscaras e outras medidas profiláticas;
– Instalar barreiras sanitárias;
– Cancelamento de eventos sociais;
– Promover a fiscalização para o cumprimento do Decreto Estadual e Municipal.

A análise dos níveis de alerta está disponível no IntegraSUS. Ao todo, 84 municípios cearenses estão em Risco Altíssimo e 86, com Risco Alto.

Indicadores

Para a análise, estão entre os principais indicadores observados pela Sesa a incidência de casos confirmados de Covid-19 por dia/100 mil habitantes; internações pela Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde (CID) – causas respiratórias; taxa de positividade em testes RT-PCR; taxa de letalidade por Covid-19 e percentual de leitos UTI Covid ocupados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário