terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Camilo Santana anuncia possível uso de leitos do Walter Cantídio e novo lote de vacinas para hoje

 











             

                                          Foto >  Facebook

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT) anunciou em live nas redes sociais hoje, 23, novidades sobre a implementação de novos leitos. Em Brasília, informações foram anunciadas após reunião com o Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Envio de vacinas e disponibilidade de leitos do Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWA) foram temas discutidos.

Conforme Camilo, um novo lote de aproximadamente 70 mil doses de vacinas da AstraZeneca pode chegar ainda hoje, 23, garantindo primeiras doses da imunização no Estado. Até o fim da semana, o Ceará também receberá novas doses da Coronavac.


Sem novas doses, o agendamento de vacinação em drives-thrus de Fortaleza e em salas de imunização dos Cucas segue suspenso desde a última sexta-feira, 19. A imunização em Fortaleza segue acontecendo com a aplicação da D2 em profissionais de saúde e em idosos institucionalizados enquanto as novas doses não chegam.


Na manhã de hoje, um avião da companhia Emirates pousou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, trazendo uma remessa de 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca. Também nesta manhã, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou a entrega de 1,2 milhão de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria com a chinesa Sinovac, totalizando 3,2 milhões de doses.

Ontem, 22, a secretária executiva de Vigilância e Regulação do Estado, Magda Almeida, confirmou um novo lote de vacinas atém o fim de semana no Estado. A rota deve permanecer a mesma já executada, com a utilização de transporte aéreo e terrestre. Ainda conforme a gestora, que não especificou a quantidade de doses, o Estado apresenta epidemia simultânea, ou seja, aumento de casos e mortes em todas as regiões. 

O Ceará já recebeu um total de quatro lotes de vacina contra o coronavírus e tem 311.983 doses aplicadas - 262.501 com primeira dose (D1) e 49.482 com a segunda dose (D2), segundo Vacinômetro da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa).

    O povo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário